Agora, mulheres podem escolher quando querem iniciar uma conversa no Tinder

O Tinder passará a permitir que as mulheres possam enviar mensagens primeiro, sem arriscar receber um primeiro contato de um de seus matches.

Por Aplicativos Pular para comentários
Agora, mulheres podem escolher quando querem iniciar uma conversa no Tinder

O Tinder é um dos aplicativos de namoro mais conhecidos do mundo e, atualmente conta com mais de 100 milhões de downloads com mais de 3 milhões de assinantes pagos. Por essa razão, os responsáveis pelo app seguem trazendo melhorias e novidades ao serviço.

A próxima atualização, segundo o TechCrunch, deverá trazer uma funcionalidade inspirada em apps concorrentes. O Tinder, há um tempo, tentou comprar o Bumble, o seu principal rival, porém, sem êxito.

Agora, mulheres podem escolher quando querem iniciar uma conversa no Tinder.
Agora, mulheres podem escolher quando querem iniciar uma conversa no Tinder.

Assim sendo, o Tinder passará a permitir que as mulheres possam enviar mensagens primeiro, sem arriscar receber um primeiro contato de um de seus matches. O recurso já é padrão no Bumble, no Tinder, será opcional.

O Tinder, atualmente, permite que qualquer usuário possa dar o primeiro passo e inicie uma conversa com o possível parceiro. Porém, relatos de assédio sexual começaram a surgir o que fez com que os desenvolvedores do aplicativo começassem a se preocupar com os episódios.

Por isso, Mandy Ginsberg, CEO da Match Group, empresa proprietária do Tinder, disse que a inciativa tem como objetivo tirar a pressão de algumas mulheres que não querem iniciar uma conversa no momento em que acontece o match.

"Reduzir o mau comportamento, práticas negativas ou comunicação inadequada", disse a CEO.

Mandy diz que a mulher que pretende usar a nova funcionalidade precisa apenas ativá-la nas configurações do aplicativo, já que ela não chega por padrão.

"Dar as pessoas o poder de escolha versus dizer às pessoas como se relacionarem é a grande diferença. Muitas vezes, as mulheres realmente não querem a pressão de começar uma conversa, mas se quiserem, isso é ótimo", disse a CEO.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários