A câmera frontal sempre foi um campo aberto para a criatividade. Já não é de hoje que as fabricantes têm criado novas formas para exibi-lá, seja ostentando tecnologia, discrição ou aproveitamento de tela. Elas já foram posicionadas sob a borda superior da tela dos smartphones, já foram inseridas sobre mecanismos que giram, saltam e assim por diante, em entalhes que ocupam certo espaço do display, e recentemente, a forma mais tradicional é alojar a lente em um pequeno furo sob a tela.

Mas quando o assunto é aproveitamento de tela, muitos usuários não são muito favoráveis para abrigar a câmera de selfies em um pequeno orifício no painel frontal. Para atender essa demanda de usuários, as fabricantes precisaram criar novas formas para possuir uma câmera na parte da frente do aparelho, mas sem recortar a tela, inserir mecanismos que têm vida útil ou bordas mais largas. Foi aí que surgiu uma nova ideia.

Leia também:

Câmera sob o display

No papel, a ideia de inserir uma câmera embaixo da tela é muito boa. Seria uma forma eficiente de aproveitar todo o display frontal e sem precisar "roubar" nenhum espaço para isso. O primeiro modelo a exibir essa tecnologia foi o ZTE Axon 20 5G, lançado em setembro de 2020, porém, seu sucesso não foi duradouro, visto que os testes de câmera e tela decepcionaram pela baixa qualidade nas fotos e um quadrado de baixa resolução onde a lente estava inserida ainda era perceptível na tela.

A ZTE mostrou então, o que não fazer em um smartphone com câmera sob a tela. As demais fabricantes do mundo começam agora a criar os seus próprios modelos com objetivo de lançar em breve o seu primeiro modelo com esse tipo de tecnologia.

ZTE Axon 20 5G foi o primeiro a ostentar essa tecnologia. (Imagem: Reprodução / ZTE)
ZTE Axon 20 5G foi o primeiro a ostentar essa tecnologia. (Imagem: Reprodução / ZTE)

Xiaomi Mi Mix 4 será o primeiro

Para suprir as necessidades dos usuários e principalmente do mercado em geral, o que era um simples rumor começa a virar realidade. Fontes afirmam que a Samsung e a Xiaomi já estão com os seus modelos bem avançados para o desenvolvimento e que curiosamente descobriram uma forma de manter a resolução da tela por igual, com uma câmera de resolução satisfatória.

Das duas marcas, a Xiaomi vai estrear essa tecnologia primeiro no lançamento do Mi Mix 4. A linha Mi Mix como um todo já é muito especial para o mercado, já que é considerada o pai dos modelos de smartphones com tela cheia. Dito isso, podemos dizer que a tecnologia de câmera sob a tela será importante não só para os fãs da empresa como para a popularização da linha em todo o mercado mundial.

Xioami Mi Mix 4 deve ser o primeiro a ostentar a tecnologia de forma funcional. (Imagem: Reprodução / Xiaomi)
Xioami Mi Mix 4 deve ser o primeiro a ostentar a tecnologia de forma funcional. (Imagem: Reprodução / Xiaomi)

O conhecido informante @UniverseIce afirma que no segundo semestre deste ano, pelo menos cinco fabricantes anunciarão seus modelos com tecnologia de câmera sob tela. Além da Xiaomi com o Mi Mix 4, o Galaxy Z Flip 3 da Samsung também está nos planos e pode, segundo ele, ser lançado primeiro para surpresa de todos. Mais tarde, fabricantes como Oppo, Vivo e a própria ZTE seguirão os passos da Xiaomi.

O que esperar do Mi Mix 4?

Até o momento, pouco se sabe sobre o aparelho, visto que a própria fabricante não se manifestou sobre tais informações. Apesar de tudo, o Mi MIX 4 não só virá com tecnologia de câmera sob tela, mas também terá uma distribuição de borda muito equilibrada em volta do display, assim, todas as laterais terão largura quase idêntica.

Outra informação relevante sobre o que dispositivo é que infelizmente, o Mi MIX 4 não deve ter uma resolução 2K+, muito por conta da alta densidade de pixels, o que dificultaria a visão da câmera frontal. Mesmo assim, fontes alegam que ele virá com uma tela de alta resolução especialmente personalizada. Isso pode significar a presença de um painel Full HD com um melhor efeito de exibição, mas ainda não está claro qual o seu real funcionamento.