O Xiaomi Mi 11 foi lançado oficialmente há alguns dias pela fabricante chinesa e causou uma boa impressão no mercado de smartphones, principalmente por trazer um hardware potente - contando, inclusive, com o processador Qualcomm Snapdragon 888 - e valor compatível com sua proposta para os usuários da empresa. O destaque ficou em seu display, que possui tecnologia Quad HD+ (3200 x 1440) e taxa de atualização de 120 Hz, com isso tornando a experiência de uso mais fluida, tanto na execução de tarefas comuns quanto em jogos.

Vários outros aparelhos trazem esse tipo de tecnologia, que apesar de parecer não é uma novidade. Modelos como o Samsung Galaxy S20 ou o Asus Rog Phone II já possuem uma taxa de atualização maior.

O que muda com 120 Hz?

Uma frequência é a quantidade de vezes que algo acontece em um período de tempo, nesse caso, a tela dos aparelhos sofrem atualizações de 120 Hz por segundo, com isso tornando a imagem mais nítida e animações mais suaves.

É possível encontrar celulares com 60, 90, 120 ou 240 Hz, dependendo do modelo. Esse recurso é explorado principalmente por usuários que utilizam o smartphone para jogos, seja casuais ou profissionais. Uma taxa maior também eleva a resposta ao toque, com isso reduzindo o atraso para carregar a imagem seguinte. No caso do Mi 11, essa resposta é de 480 Hz, proporcionando retorno tátil quase que de forma instantânea.

E a bateria?

Como você deve ter imaginado, uma maior taxa de atualização demanda mais energia da bateria do dispositivo, com isso sendo preciso carregar o aparelho mais vezes ou reduzir a potência do processador em tarefas mais simples. Pensando nisso a Xiaomi inseriou a possibilidade de alterar manualmente para o 120 Hz, visto que a maioria dos games ainda não possuem suporte para essa frequência.

Isso certamente auxiliará para reduzir o consumo de bateria, haja visto que além dos 120 Hz o display AMOLED de 6,81 polegadas também traz 1.500 nits de brilho e resolução 2K.

Especificações

  • Processador: Qualcomm Snapdragon 888 (5 nm)
  • CPU: Octa-core (1x2.84 GHz Kryo 680 e 3x2.42 GHz Kryo 680 e 4x1.80 GHz Kryo 680
  • Sistema operacional: Android 11 e MIUI 12.5
  • Memória RAM: 8 GB e 12 GB
  • Armazenamento Interno: 128 GB e 256 GB
  • Tela - Tipo: AMOLED
  • Tela - Tamanho: 6.81
  • Tela - Resolução: 3200 x 1440
  • Tela - Densidade: 515 ppi
  • Tela - Proteção: Gorilla Glass Victus
  • Tela - Extras: HDR 10 Plus, 1500 nits e 120Hz
  • Câmera principal: PDAF, OIS e 108 MP, f/1.9, 26mm (wide), 0.8µm
  • 2ª câmera: 13 MP, f/2.4 (ultrawide)
  • 3ª câmera: 5 MP, f/2.4, (macro)
  • Câmera Frontal: 20 MP
  • Bateria: 4600 mAh
  • Carregador: 50W Wireless e 55W
  • 5G: Sim
  • NFC: Sim
  • Som: Estéreo
  • Xiaomi Mi 11 - Ficha técnica completa

Fonte: Gizchina.