O que é HDR10+?

HDR10 + é o mais recente aprimoramento para a qualidade de imagem de TV e dispositivos móveis. Mas no que ele se difere do antigo HDR e da tecnologia Dolby Vision?

Por Tecnologia Pular para comentários

Escolher uma TV nunca foi tão difícil. Quando você compra uma TV, ou até mesmo um smartphone novo, muitas siglas referentes a tecnologia da tela podem confundir você, e uma das siglas que você pode ver é o HDR10+. Afinal, o que isso significa? Qual a diferença entre o HDR10+ e simplesmente HDR? E o que o Dolby Vision tem a ver com isso? 

O que acontece é que o HDR e suas variantes HDR10 e HDR10+ iniciaram uma corrida tecnológica na qual não há um vencedor específico. Essas tecnologias têm uma operação semelhante, mas são as diferenças que importam para nós quando escolhemos uma televisão. 

Embora todos se refiram ao High Dynamic Range (alto alcance dinâmico, em tradução livre), e aqui vamos explicar quais as diferenças entre os diversos tipos da tecnologia, incluindo o HDR10+.

Diferentes tipos de HDR

Aqui, uma distinção é feita entre três modos diferentes:

O HLG é a forma mais simples de transmissão HDR. A qualidade ainda é alta, mas pode ser facilmente reproduzida pela maioria dos dispositivos.

HDR VS NORMAL

No clássico HDR10, uma profundidade de cor de 10 bits é usada: As cores são muito mais fortes do que o SDR convencional.O que é o HDR10 Plus

O HDR10+ também costuma usar profundidade de cor de 10 bits, mas o HDR é dinâmico, portanto, os criadores de um filme podem ajustar separadamente as informações de contraste para cada cena.

Dolby vision HDR10

O melhor de todos é o "Dolby Vision", pois ele tem profundidade de cor de 12 bits, e 68 bilhões de cores diferentes podem ser exibidas.

O que é o HDR?

O HDR é um dos melhores recursos das TVs 4K, e significa "faixa dinâmica alta". Isso quer dizer que a tela da sua TV exibirá as cores pretas mais escuras, e brancos mais brilhantes. Esta gama mais ampla de cores torna a imagem ainda mais realista, pois no mundo real, as cores tem mais tons e são mais brilhantes do que vemos na TV.

E existem vários padrões concorrentes para o HDR. Algumas TVs suportam apenas conteúdo HDR10, enquanto algumas suportam conteúdo Dolby Vision e HDR10. As novas TVs estão incorporando a tecnologia HDR10+. Outros padrões de HDR incluem HLG (Hybrid Log Gamma) e Technicolor Advanced HDR, mas essas são tão comuns.

Dolby Vision e HDR10+

O HDR10+ existe desde 2017. O padrão projetado pela Dolby é suportado pela LG, Sony e estúdios como Sony Pictures, Universal e Disney. O HDR10+ foi desenvolvido pela Samsung, e tem parceria com a Panasonic, Amazon, Warner Bros e 20th Century Fox.

A primeira grande diferença é que o HDR10+ é um padrão aberto, ou seja, qualquer empresa pode usá-lo gratuitamente, exceto por somas relativamente pequenas para os produtores de telas. Isso aumenta o interesse de empresas e fabricantes de mídia, que podem fugir dos royalties da tecnologia Dolby Vision. Provavelmente por esse motivo, o HDR10+ está se tornando cada vez mais importante, sendo hoje o maior concorrente do Dolby Vision.

HDR +

Não se confunda: O HDR10+ (da Samsung) não tem absolutamente nada a ver com o HDR + do Google, um aprimoramento na câmera dos smartphones. Embora os nomes sejam semelhantes, eles não tem nenhuma relação entre si. 

Como o HDR10+ funciona

Curiosamente, o HDR + se baseia em elementos da tecnologia Dolby Vision - mais especificamente no processo padronizado SMPTE-ST-2084. O conteúdo de vídeo compatível com HDR10+ inclui metadados dinâmicos (mapeamento dinâmico de tons) que armazenam informações sobre valores ideais de cores, configurações de contraste e brilho - para qualquer cena, ou até mesmo uma única imagem.

Isso significa que todas as televisões com HDR10+ obtêm sempre as configurações corretas para corresponder ao que está sendo mostrado. Isso, no melhor dos casos, permite uma apresentação mais otimizada de filmes ou séries. Para comparação, o HDR "normal" recebe apenas metadados estáticos, as informações fornecidas em cada caso se aplicam a um filme completo.

Vantagens e desvantagens: HDR10+ e Dolby Vision

O HDR10+ tem uma profundidade de cor de 10 bits, enquanto o Dolby Vision é capaz de 12 bits, e pode transferir mais metadados. Mas, embora o Dolby Vision seja superior ao HDR10+, tecnicamente nenhuma TV ou outro dispositivo consegue utilizar completamente o potencial da Dolby Vision. Isso quer dizer que na prática, você não notará diferenças entre uma imagem HDR10+ e o Dolby Vision. Mas pode ser que no futuro sim.

Para além da diferença técnica que não interfere no nosso dia a dia, há uma diferença econômica crucial entre as tecnologias: O HDR10+ tem licença grátis, já o Dolby Vision não. Ou seja, a tecnologia desenvolvida pela Samsung é muito mais atraente para as empresas.

A coexistência é possível?

O HDR10 + é gratuito para as empresas usarem (sem licenças), o que lhe confere uma grande vantagem. Já o Dolby Vision deve acompanhar melhor a evolução das tecnologias (em termos de hardware) e oferecer uma diferença de fato para o cliente final. Mas será que haverá espaço para os dois no mundo?

Olhando para o futuro, é bem provável que mais fabricantes ofereçam produtos com a tecnologia HDR10+, e também poderemos ver mais dispositivos que combinem o HDR10+ com Dolby Vision. Na área de Blu-ray UHD, também é provável que os primeiros discos HDR10+ estejam disponíveis em breve.

O futuro do HDR

O HDR10 foi o formato HDR mais popular entre os fabricantes, e também entre os criadores de conteúdo. Felizmente, o formato HDR10+ é compatível com televisores HDR10 através de uma atualização de firmware. 

Sabendo disso, é quase certo que o novo formato HDR10+ deve ser bastante aderido pelas fabricantes, pelo menos a curto prazo. A longo prazo, não descartamos que os fabricantes inventem outro novo formato para nos dar novas dores de cabeça.

Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(27,67%)
Câmera(10,95%)
Performance(56,63%)
Aparência(2,38%)
Tela(2,38%)