Amazon demitiu "dezenas" de desenvolvedores de jogos em meio à reorganização

Sem muito alarde a gigante Amazon demitiu vários funcionários da sua divisão de games, a Amazon Games Studios. O estúdio comunicou aos funcionários pela manhã que seria dado um intervalo de 60 dias para procurarem novas funções dentro da Amazon.

Por | @Vitor_Valeri Tecnologia Pular para comentários

No último dia da E3, sem muito alarde a gigante Amazon demitiu vários funcionários da sua divisão de games, a Amazon Games Studios, segundo o site Kotaku. O estúdio que desenvolve no momento os jogos online Crucible e New World, comunicou aos funcionários pela manhã que seria dado um intervalo de 60 dias para procurarem novas funções dentro da Amazon. Caso algum ex-funcionário não consiga encontrar um novo trabalho na empresa, ele receberá um pacote de indenização.

Além da demissão, a Amazon acabou decidindo por cancelar alguns títulos de jogos não anunciados de acordo com o site Kotaku. Segundo um porta-voz da Amazon:

A Amazon Game Studios está reorganizando algumas de nossas equipes para nos permitir priorizar o desenvolvimento de projetos novos, inovadores e inovadores que estamos animados para revelar no futuro. Esses movimentos são o resultado de ciclos regulares de planejamento de negócios, nos quais alinhamos recursos para corresponder às prioridades em evolução e de longo alcance. Estamos trabalhando de perto com todos os funcionários afetados por essas mudanças para ajudá-los a encontrar novas funções na Amazon. A Amazon está profundamente comprometida com jogos e continua a investir pesadamente na Amazon Game Studios, no Twitch, no Twitch Prime, na AWS, em nossos negócios de varejo e em outras áreas da Amazon

Studio Amazon GameStudio Amazon Game

O investimento na divisão de jogos da Amazon iniciou em 2014, mas mesmo assim até o momento as coisas não têm se desenvolvido muito bem. No ano de 2017, por exemplo, a empresa acabou cancelando o jogo Breakaway. O estúdio chegou a contratar grandes nomes como, por exemplo, o diretor Far Cry 2 Clint Hocking e a diretora do Far Cry, Kim Swift. Entretanto ambos acabaram saindo antes mesmo de desenvolver qualquer jogo. Como se não bastasse, o desenvolvimento da mecânica Crytek que a Amazon investiu acabou não causando tanto impacto em seu jogo.

Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal