Nova versão dos óculos da Snap Inc. aparece em documentos da FCC

O óculos seria capaz de fazer transferências de arquivos mais rápidas e viria com os bugs do modelo anterior corrigidos.

Por | @ingridjank Snapchat

Lembra dos Spectacles de 2016? Um novo par de óculos de uso para o Snapchat acaba de ser confirmado por documentos da FCC publicados hoje. Neles, visto pela primeira vez pela Variety, está descrito uma câmera de vídeo vestível feita pela Snap Inc. com a marca “Spectacles” e também “Model 002” impresso na etiqueta da embalagem.

Mesmo com o documento que acompanha o arquivamento sendo restrito a uma solicitação de confidencialidade, uma escavação feita pelo The Verge revelou um suporte para 802.11ac Wi-fi e Bluetooh 4.2.

Este modelo é da primeira geração que foi lançado em 2016. (Foto: The Verge)Este modelo é da primeira geração que foi lançado em 2016. (Foto: The Verge)

Se for verdade, o modelo que está nos documentos pode ser um produto que estava sendo esperado para esse ano. O motivo que leva a crer nisso é porque no mês passado foi publicado duas novas versões dos óculos Spectables, uma delas é um modelo de segunda geração para esse ano e que conta com um melhor desempenho e correção de bugs do último modelo.

Rótulo de embalagem que foi descoberto nos documentos da FCC, mostra o Modelo 002. (Imagem: FCC)Rótulo de embalagem que foi descoberto nos documentos da FCC, mostra o Modelo 002. (Imagem: FCC)

A outra versão é um modelo de terceira geração feito para 2019, possui duas câmeras, GPS e um preço de até US $ 300. O óculos que surgiu nos documentos se parece mais com o modelo de segunda geração.

Lançado originalmente em 2016, o Spectacles teve uma campanha de marketing bastante bem-sucedida, o que acabou resultando em enormes filas para comprar e um mercado cinza em que os vendedores podiam exigir um alto prêmio além do preço de varejo sugerido de US $ 130. No entanto, aos poucos a intensidade foi fracassando, por motivos de que a empresa acabou pegando cerca de US $ 40 milhões do estoque que não foi vendido.

De acordo com o diretor financeiro da Snap, Drew Vollero, a empresa precisou amortizar esses 40 milhões em estoques não vendidos e mais os compromissos de compra excessiva porque a demanda pelo produto havia sido superestimada.

Mesmo assim, algo que deve ser levado em consideração toda vez que um produto novo aparece nos banco de dados da FCC, é que não é garantia de que ele entre em venda oficial, mesmo sendo um bom indicativo de que há uma intenção por trás. 

Leia também:

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
RecomendadoEnquete
Qual a marca de seu smartphone?
Apple(21,67%)
Samsung(40,34%)
Motorola(23,70%)
ASUS(7,63%)
Sony(6,66%)
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários