Apple volta a crescer mas permanece atrás da Xiaomi no Brasil

Depois de muitos anos no top 3 das principais fabricantes de celulares no Brasil, a Apple voltou a crescer em março de 2022, mas segue atrás da Xiaomi, que se consolidou no segundo mês seguido no pódio. Confira!

Apple cresce mas fica atrás da Xiaomi em março no Brasil
Apple cresce mas fica atrás da Xiaomi em março no Brasil

O mercado de celulares começou agitado em 2022 no Brasil, com a Apple deixando o top 3 de principais fabricantes do país, já que no mês passado, foi ultrapassada pela Xiaomi e LG de forma surpreendente. No fim do mês de março o mercado voltou a se movimentar, com a Apple recuperando as suas forças, mas ainda ficando atrás da gigante chinesa que continua em ascensão. A LG, por sua vez, completou um ano fora do mercado de celulares, mas aumentou sua fatia de participação neste último mês.

Apple cresce mas fica atrás da Xiaomi em março no Brasil

De acordo com os dados coletados pela StatCounter, a Xiaomi é a empresa que segue em ascensão no Brasil, com resultados positivos mês após mês. No fim deste mês de março, a Xiaomi chegou a 11,51% — uma leve melhora em relação a fevereiro, que fechou com 11,45%, mas foi o suficiente para tirar a Apple do pódio no mercado brasileiro.

Ao lado do POCO X3 Pro, o POCO F3 é um dos celulares mais populares da Xiaomi no Brasil (Crédito: Oficina da Net)
Ao lado do POCO X3 Pro, o POCO F3 é um dos celulares mais populares da Xiaomi no Brasil (Crédito: Oficina da Net)

Além da Xiaomi, a Apple havia sido ultrapassada também pela LG, mas não por muito tempo, já que a gigante de Cupertino pulou de 9,36% para 11,26%. A LG voltou a ficar no quarto lugar do ranking brasileiro, defendendo uma fatia de 7,8% — surpreendentemente, o melhor resultado da empresa desde que anunciou o fechamento da sua divisão de celulares em abril do ano passado.

Samsung e Motorola seguem no topo

Sem surpresa alguma, a Samsung segue consolidada no topo do mercado e aumentando a sua grande fatia de 40,54% em fevereiro para 43,44% no final de março. Embora líder absoluta, a última vez em que a dona da linha Galaxy esteve com uma participação maior que 43% foi em novembro de 2021, quando detinha 43,56%.

A Motorola, por sua vez, já defende a segunda colocação do ranking há muito tempo. No mês passado, a empresa chegou a um incrível resultado de 26,87%, mas agora caiu para 23,4% em março. Considerando o resultado de todas as principais fabricantes neste mês, podemos dizer que a Motorola foi a que representou a maior queda.

Market share de celulares em março no Brasil

Baseado nos dados coletados pela StatCounter em março, veja abaixo o ranking atual das 10 principais fabricantes de celulares em atividade no Brasil:

Empresa %
1 Samsung 43,44
2 Motorola 23,4
3 Xiaomi 11,51
4 Apple 11,26
5 LG 7,8
6 ASUS 1,27
7 Nokia 0,15
8 Lenovo 0,12
9 Huawei 0,12
10 Alcatel 0,8%

Comparação com o mesmo período do ano passado

Comparando com o resultado do mesmo período, porém de 2021, podemos perceber que pouca coisa mudou. A Samsung e a Motorola continuam no ranking desde então, mas o destaque fica justamente para a Xiaomi e a Apple. Naquela ocasião, a gigante de Cupertino estava na 3ª colocação do ranking com um fatia de 13,41%. A Xiaomi, por sua vez, possuía apenas 9,61% — o menor resultado da empresa nos últimos 12 meses, mostrando que ela vem crescendo continuamente.

Veja o gráfico abaixo para comparar todos os valores entre os dois períodos:

Fonte: StatCounter

Perguntas frequentes

Quais são as 10 principais fabricantes de celulares no Brasil?

Samsung, Motorola, Xiaomi, Apple, LG, ASUS, Nokia, Lenovo, Huawei, Alcatel.

Quer comprar um relógio barato? Amazfit BIP U Pro

Comentários
Minha foto
Insira um comentário