Após quatro anos no mercado, a Samsung decidiu encerrar o suporte de software do Galaxy S7 e S7 Edge, que foram seus principais smartphones de 2016. Na semana passada, ambos receberam o patch de segurança de março, mas vale lembrar que eles estavam no cronograma de atualizações trimestrais, ou seja, já não eram prioridade.

Agora, a gigante sul-coreana removeu os dispositivos do banco de dados do "Android Security Updates", finalizando todo e qualquer suporte. Curiosamente, o Galaxy S7 Active ainda é listado para receber updates de segurança trimestrais, mas talvez porque ele tenha sido lançado após o Galaxy S7 e S7 Edge. Ainda assim, existe a possibilidade da Samsung fazer o mesmo com esse modelo em breve.

De qualquer forma, se pararmos para pensar, oferecer quatro anos de suporte de segurança é um feito notável. Além disso, ambos os aparelhos também foram agraciados com duas grandes atualizações do Android, assim como promete a Samsung. O Galaxy S7 e S7 Edge chegaram ao mercado com Android 6, mas receberam a versão 7 e 8, tendo a última sido entregue em 2018.

É importante lembrar que, apesar da Samsung ter encerrado o suporte, isso não significa que o aparelho deixará de funciona, ele apenas não receberá novas atualizações de segurança, algo que, naturalmente, deve tornar o sistema mais vulnerável a ataques e invasões.

Ainda assim, o Galaxy S7 Edge continua sendo um smartphone interessante, podendo ser uma boa opção para quem não se importa em ter as tecnologias mais recentes, muitas câmeras ou grande bateria.

Especificações do Galaxy S7 Edge:

Este aparelho trouxe um display Super AMOLED de 5,5" com resolução de 2560 x 1440 pixels. Por dentro, temos o processador Snapdragon 820 ou Exynos 8890, dependendo do mercado, 4GB de RAM e 32GB, 64GB ou 128GB de armazenamento interno.

No departamento de câmeras, existe apenas um único sensor na traseira de 12MP, enquanto que o frontal soma 5MP. Para manter o Galaxy S7 Edge ligado, a Samsung apostou em uma bateria de 3.600 mAh com carregamento rápido de 15W. Como recurso de segurança, há um leitor de digitais no botão físico da parte frontal.