Samsung emite declaração oficial após problemas no leitor de digitais do Galaxy S10

Uma falha no leitor de digitais ultrassônico do Galaxy S10 permitia burlar todo o sistema de segurança, mas a Samsung anunciou que está ciente do caso e liberará uma atualização em breve.

Por Smartphones Pular para comentários
Samsung emite declaração oficial após problemas no leitor de digitais do Galaxy S10

Na última quinta-feira (17), uma cliente da Samsung no Reino Unido constatou que, após colocar uma película de terceiros na tela do seu Galaxy S10, o aparelho poderia ser desbloqueado biometricamente por qualquer pessoa. Isso deixou bem claro que existe uma vulnerabilidade no leitor ultrassônico, algo que preocupou outros usuários.

Pouco tempo depois, a Samsung reconheceu o problema e afirmou que pretende liberar uma atualização de software em breve, que chegará não apenas para o Galaxy S10, mas também para outros modelos, como o S10+, S10 5G, Note 10 e Note 10+.

De acordo com a sul-coreana, essa falha acontece por que algumas películas de silicone possuem matrizes de pontos para que não grudem permanentemente no vidro da tela. Isso causou problemas no leitor ultrassônico da empresa, dado que ele estava registrando o padrão da película e não do dedo do usuário. Dessa forma, quando alguém tentava realizar o desbloqueio, o aparelho reconhecia a película e liberava o acesso imediatamente.

Acredita-se que a atualização vai permite que os proprietários continuem usando uma película de silicone, bloqueando apenas o cadastramento de digitais. Até que ela seja disponibilizada via OTA, a Samsung recomenda que seus clientes removam esses protetores de tela, excluam e depois cadastrem novamente todos os dedos necessários.

Fonte: GsmArena

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários