Review Mouse HyperX Pulsefire Raid | Quanto mais botões, melhor?

O HyperX Pulsefire Raid é um mouse gamer ergonômico da HyperX. Foi lançado há algum tempo, e seu preço caiu bastante desde então. Hoje, o encontramos pela faixa de R$ 210,00, um preço bem competitivo. E aí, vale a pena levar esse mouse pra casa?

HyperX Pulsefire Raid
HyperX Pulsefire Raid

Tá procurando um mouse gamer? São centenas de opções diferentes, e é comum ficar "se afogando" nesse mar de periféricos. São diversos os fatores que contribuem na experiência de utilização do mouse - o rastreio (com um sensor de qualidade e bem implementado, os movimentos são precisos), o formato (a pegada no mouse precisa ser confortável) e os switches (satisfatórios e responsivos, não podem falhar).

Mouses Pulsefire

A Hyperx lançou seus mouses em meados de 2019 e todos eles possuem a nomenclatura "pulsefire", assim como todos os teclados da HyperX são"alloy", o que pode gerar confusão.

HyperX Pulsefires
HyperX Pulsefires

Todos eles seguem um padrão similar de construção e são bem similares, mas foram feitos para perfis de pegadas e usabilidade diferentes. Abaixo, segue uma pequena tabela que eu fiz refente a todos os mouses da HyperX:

Mouse: Preço aproximado: Peso: Característica principal: Formato:
Pulsefire CORE R$149,90 87g Custo benefício Simétrico
Pulsefire FPS PRO R$ 249,90 95g Formato do Deathadder Ergonômico
Pulsefire RAID R$ 199,90 100g 11 botões programáveis Ergonômico
Pulsefire SURGE R$ 214,90 95g Luzinha! Simétrico
Pulsefire DART R$ 446,90 112g Wireless Ergonômico
Pulsefire HASTE R$ 218,90 59g Ultra leve Simétrico

O modelo que nos enviaram para testar é o Raid, focado em MMORPGs e MOBAS. Ele é relativamente pesado (comparado a modelos ultra-leves), pois consta com 8 botões extras para você configurar seus macros e atalhos favoritos, através do software proprietário da marca, o NGENUITY.

Construção Externa e Design

A estrutura externa do mouse é constituída por três materiais diferentes: A parte superior é de um plástico fosco "macio", bem confortável de se tocar, creio que seja PBT. As laterais são feitas de um plástico comum, com revestimentos de borracha nas regiões onde os dedos ficam apoiados. E é do lado esquerdo que encontramos cinco dos botões extras.

.
Botões laterais do Pulsefire Raid

O plástico dos botões laterais é de alta qualidade e eles estão bem encaixados na carcaça do mouse, não possuem movimentos ou folgas - o que é um alívio. Essa era umas de minhas preocupações ao ver fotos do mouse na internet, mas felizmente os botões laterais são firmes e satisfatórios de clicar.

Os outros botões extras estão na parte superior do mouse, dois deles são acionados ao apertar as laterais da scroll-wheel, como no mouse G502 e G600 da Logitech, e um deles é o seletor de DPI, embaixo do scroll. Falaremos mais sobre os botões abaixo, já que eles são o maior diferencial desse mouse.

As setinhas localizadas nos botões principais sinalizam a existência de clicks laterais no scroll
As setinhas localizadas nos botões principais sinalizam a existência de clicks laterais no scroll

A parte inferior do mouse consta com dois grandes pés de plástico PTFE preto. Esse material é topo de linha - o mouse desliza lindamente pelo mousepad. Infelizmente não consta com pés extras na embalagem, então tenha cuidado extra ao desmontá-lo, já que os quatro parafusos encontram-se embaixo dos pés. Infelizmente temos aqui mais um caso onde você precisa de uma pistola de ar quente para fazer uma simples manutenção no mouse - situação comum hoje em dia.

.
Inferior do mouse

Acessibilidade e Pegadas

É um mouse do tipo ergonômico, ou seja, não é ambidestro. Se você for canhoto, dê uma olhada nos modelos simétricos da HyperX, o Core, Surge e Haste.

Pelo formato do mouse e a posição dos botões extras, a pegada Palm com certeza é a mais confortável. Entretanto, podemos utilizar também a pegada Claw e Fingertip. É interessante o fato desse mouse ser marketado como "ultra-leve". Pouco a HyperX sabia as atrocidades furadas que brotariam nos anos seguintes, alguns pesando quase a metade do nosso Pulsefire Raid. 😂

Iluminação

O RGB é configurável através do software NGENUITY da HyperX. Temos dois pontos de luz, um no scroll e outro no símbolo traseiro. No geral, o RGB é mínimo, mas de alta qualidade. Apesar de ser um mouse gamer, a aparência dele não é exagerada. Veremos sobre esses efeitos na parte do software da review.

A iluminação RGB é extremamente bonita
A iluminação RGB é extremamente bonita

Resumindo, o Pulsefire Raid é muito bem construído e confortável de se usar. Ele também é, na minha opinião, muito bonito.

Cabo

O cabo é nylon trançado, bem mais resistente que os cabos de borracha, mas este aqui não é um daqueles ultra-flexíveis estilo paracord que encontramos em mouses voltados a jogos de FPS, como o Hive S. Mesmo assim, da forma que o utilizei, o cabo não atrapalhou a jogatina.

Botões

O ponto de venda desse mouse são os botões: Cinco do lado esquerdo, pressionados pelo polegar e seis superiores, pressionados pelo dedo indicador. Três deles estão nas laterais da scroll-wheel, como no famoso Logitech G502.

Os switches principais são Omrons 20 milhões, já os laterais são Kailh Blues. Todos os três botões da scroll-wheel e o seletor de DPI são switches tácteis genéricos.

.
Botões Omron 20M são comuns, mas não deixam a desejar
.
Todos os cinco botões laterais do Raid são Kailh Blues e ficam num PCB separado

Logo notei a presença de post travel nos clicks principais (switch já acionado mas a estrutura física do botão continua descendo), mas não chega a ser perceptível durante os jogos.

Eu ultimamente não estou tendo muito tempo para jogar, então utilizei esse mouse mais no trabalho, e posso dizer que os botões extras são ótimos para produtividade. Claro, não é nenhum MX Master 3, e nem tenta ser, mas gostei muito de utilizá-lo como se fosse. Na parte da review que analisaramos o software, eu compartilho com vocês os atalhos que atribui individualmente aos botões para aprimorar minha produção de textos e navegação na web.

Nos jogos de FPS, admito que não sou nenhum pro-player que usa o mouse a 400 dpi e mete três braçadas no mousepad só pra matar o cara que tá costas, mas achei confortável jogar com esse mouse. O meu maior problema foi apertar acidentalmente os botões laterais quando a jogatina ficava intensa, importúno que persiste até hoje.

Scroll

A scroll-wheel é emborrachada e táctil. As scrolladas são bem distintas e requerem uma força acima da média. É algo que você terá de se acostumar se vier de mouses com scrolls mais macios, como o Mancer Tauri.

.
Scroll-wheel do Pulsefire Raid

Muito desse mouse é questão de "período de acostumação". Referente ao click do scroll, já aviso que você terá de se acostumar por um tempo até parar de clicar nos botões extras acidentalmente. É uma questão de posicionamento e força do click: Se não estiver bem centralizado e for forte demais, acionará outros botões juntos com o mouse3. Eu demorei alguns dias para me acostumar, mas parou de acontecer, então não classificarei como um defeito de design do mouse, já que funciona da mesma forma que todos outros mouses com clicks extras no scroll.

Desempenho

Consistência

Estou plenamente satisfeito com a implementação do sensor PMW 3389 na carcaça do Pulsefire Raid. Não consegui notar nenhuma falha de registro ou aceleração. Mesmo assim, testamos o mouse no software MouseTester. No teste de consistência, movemos o mouse de um lado para o outro, procurando variações e anomalias no gráfico.

Sensor PMW 3389
Sensor PMW 3389

Como era de se esperar, o mouse se saiu bem nos testes.

Aceleração

No teste de aceleração nós "flickamos" o mouse o mais rápido possível para a direita, depois, subimos e voltamos à mesma distância, mas dessa vez devagar. A linha deve começar e terminar no mesmo eixo Y, mostrando que o mouse não possui aceleração.

.
Pulsefire Raid - Teste de aceleração

Perfeito, não há aceleração alguma no mouse. Segundo os testes acima, o sensor PMW 3389 foi bem implementado.

Como referência, segue abaixo os testes que realizei num mouse qualquer que estava largado aqui no escritório:

.
Esse é um exemplo de sensor que NÃO está funcionando bem!
.
Aceleração positiva

Software

É utilizado o software NGENUITY da HyperX, programa que recebeu diversas atualizações ao decorrer dos anos e hoje está bem mais intuitivo. Ele é baixado através da Microsoft Store.

Na tab Luzes podemos alterar os efeitos dos leds RGB. Na seleção podemos alterar individualmente os pontos de luz, deixando o scroll vermelho e o símbolo da HyperX roxo, por exemplo. Podemos alterar também o brilho da luz e a pooling rate do mouse.

NGENUITY - Luzes
NGENUITY - Luzes

Nos botões podemos customizar… isso mesmo, os botões do mouse! Todos podem ser reprogramados, inclusive o botão de DPI. Atribuir atalhos do teclado, teclas multimídia, macros, etc. Essa parte em especial é muito bem feita, não deixa a desejar em nada.

NGENUITY - Botões
NGENUITY - Botões

No sensor podemos mudar as configurações de DPI, com o limite máximo em 16 mil.

NGENUITY - Ajustes de DPI
NGENUITY - Ajustes de DPI

É também possível sincronizar os efeitos de RGB com outros periféricos da HyperX, através do Light Sync.

Conclusão

O Pulsefire Raid cumpre bem o que promete, mas eu pessoalmente não consigo usufruir plenamente das funções que o mouse oferece. O máximo que consegui utilizar confortavelmente foram dois botões laterais - o resto ficou redundante. Mesmo jogando um MOBA, League of Legends, as únicas funções que consegui atribuir confortavelmente ao mouse foi a de "push to talk" e um macro que digita "/all gg izi" e spama no chat. Eu acabo pressionando os botões extras acidentalmente com frequência durante momentos mais intensos do jogo, então não me sinto seguro em atribuir funções importantes a estes botões extras.

Esses são problemas pessoais que tenho com o mouse, mas EU não faço parte do público alvo do produto, que são gamers de MOBAs e MMORPG. Se você for um desses, dúvido que irá se desapontar com o Pulsefire Raid. É um mouse extremamente bem construído que cumpre o que promete, por um preço acessível.

Nessa faixa de preço o Raid ocupa uma posição única: nenhum mouse abaixo de R$ 250 possui tantos botões programáveis junto do excelente sensor PMW 3389. O mais próximo eu diria que o velho e resiliente G502 HERO, da Logitech. Esse também possui 11 botões programáveis, sendo três deles na scroll-wheel, porém é mais pesado, com 118g. Também é mais caro

HyperX Pulsefire Raid e G502 Hero
HyperX Pulsefire Raid e G502 Hero

Então antes de comprá-lo, faça a seguinte pergunta: eu vou utilizar os botões extras do mouse? Se sim, é uma excelente compra. Se não, existem diversos outros mouses de qualidade nessa faixa de preço que não possuem tantos botões extras.

Perguntas frequentes

Qual sensor é utilizado no mouse Pulsefire Raid?

O sensor PMW 3389.

Quais switches são utilizados no mouse Pulsefire Raid?

São usados os OMROM 20M.

Quanto pesa o mouse Pulsefire Raid?

Pesa cerca de 100g sem o cabo.

Como abrir o mouse Pulsefire Raid?

Quatro parafusos na parte de baixo do mouse. É necessário remover os feets, então cuidado.

Qual pegada é melhor no mouse Pulsefire Raid?

A pegada Palm ficará mais confortável que as demais.

Adeus Google Pay; Olá Google Wallet no Android 13; Entenda

Comentários
Minha foto
Insira um comentário