Antigo taxista e passageiro lançam um concorrente do Uber

Inicialmente, o aplicativo está disponível somente no estado do Rio de Janeiro e tem como princípio o mesmo sistema dos rivais.

Por | @oficinadanet Aplicativos

A exclusividade dos taxis como meio de transporte está chegando ao fim. Os aplicativos de transporte, ao que tudo indica, vieram para ficar, e cada vez mais novas opções surgem no mercado. Prova disso, um aplicativo, que já causou e ainda causa muitas polêmicas, é bastante requisitado em várias partes do mundo, o Uber.

Agora, depois do Uber, Cabify e aplicativos de taxi como o 99 e o Easy Taxi, chega um novo concorrente ao mercado: o Chofer RJ.

Inicialmente, o aplicativo está disponível somente no estado do Rio de Janeiro e tem como princípio o mesmo sistema dos rivais, ou seja, é necessário abrir o aplicativo, selecionar o local onde queira ir e ser buscado e onde queira ir.

A ideia do lançamento surgiu das conversas entre o ex-taxista Ricardo Nascimento e o empresário e programador Victor Hugo Motta. Ricardo disse que além de taxista, ele também foi motorista parceiro do Uber e também motorista executivo. Com isso, ele conheceu Victor e tiveram a ideia juntos.

Antigo taxista e passageiro lançam um concorrente do Uber

Leia também:

"O Victor viajou no meu carro, a gente conversou bastante, o serviço que eu prestei agradou e ele começou a me chamar para fazer transporte executivo. Começamos a nos aproximar, a trocar ideia, eu com minha visão de motorista, com todos os reclames da nossa categoria, e o Victor com a visão de passageiro. Daí a ideia foi surgindo e fomos costurando os pontos de vista", conta o ex-taxista.

"Nessas conversas com o Ricardo e com outros motoristas, surgiu a ideia de criar um app concorrente da Uber. Iniciamos as pesquisas, queríamos saber como estava o mercado, as suas deficiências, quais eram as necessidades dos motoristas e dos passageiros", diz Victor.

O Chofer RJ, de acordo com os seus criadores, tem como diferencial a grande experiência do motorista. A empresa conta com canais de comunicação direta com os seus parceiros, incluindo uma equipe de 20 gestores que podem conversar regularmente com os motoristas para resolver problemas ou mesmo melhorar a experiência.

Quem quiser se tornar parceiro da Chofer RJ precisa respeitar alguns critérios: o carro precisa ser de, no mínimo, de 2008, contar com ar condicionado e ainda estar em bom estado de conservação. A empresa ainda garante que faz vistorias periódicas para saber se os carros operando através da plataforma permanecem respeitando os critérios estabelecidos.

A Chofer RJ não cobra taxa de cancelamento, quando o passageiro suspende uma corrida alguns minutos após pedir um carro, diferentemente do Uber. Além disso, o Chofer RJ não possui tarifa dinâmica, o que significa que os preços não mudam de acordo com a disponibilidade de carros e demanda.

Inicialmente, o aplicativo está disponível apenas para Android, mas chegará para iPhone até o início de março.

Mais sobre: aplicativo taxi smartphone
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo