Microsoft inaugura em Brasília central de transparência para governos

A iniciativa funciona através da revisão do código-fonte de programas da empresa para evitar possíveis brechas de segurança.

Por | @RafaelaPozzebon Internet

Na quarta-feira (19), a Microsoft inaugurou em Brasília um Centro de Transparência para monitorar possíveis ataques hackers em sistemas da empresa em toda a América Latina. Tais dados são compartilhados com o governo federal. De acordo com a companhia, a parceria será gratuita.

Microsoft inaugura em Brasília central de transparência para governos

Leia também:

A iniciativa funciona através da revisão do código-fonte de programas da empresa para evitar possíveis brechas de segurança. Além disso, o programa possui a função de compartilhar com governos todas as informações que estão relacionadas a segurança cibernética, e assim, combater crimes virtuais.

Gilberto Kassab, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, que participou da cerimônia de inauguração, disse que o centro de transparência da Microsoft em Brasília fortalece a posição do Brasil como líder latino-americano em tecnologia.

Microsoft inaugura em Brasília central de transparência para governos

A Microsoft salienta que as informações sigilosas ficarão somente na sede da companhia, sendo que representantes do governo terão livre acesso.

Centros semelhantes já existem na Europa e Ásia, além dos Estados Unidos. No Brasil, a parceria faz parte do Programa de Segurança do Governo federal.

"Não poderia haver local mais adequado para esse centro de transparência na América do Sul do que aqui em Brasília, na capital de todos os brasileiros", disse o governador Rodrigo Rollemberg.

Microsoft inaugura em Brasília central de transparência para governos

"Temos convicção de que a presença da Microsoft vai ampliar as possibilidades de parcerias, não apenas com o governo federal, mas também com o GDF e com a população, que exige transparência, interatividade e agilidade, em um ambiente de muita segurança como esse centro de transparência pode permitir."

De acordo com Kristen Goodwin, advogada do programa de segurança governamental da Microsoft, os centros de transparência da empresa são exemplos úteis de parceria entre o setor público e privado.

"Por meio da inauguração desse centro, vemos muitas oportunidades de fortalecer parcerias público-privadas na América Latina e no Caribe", disse. O local escolhido, no caso Brasília, foi em função da sua posição relativamente central na América Latina e Caribe, além de ser a sede do governo federal do Brasil. "Os centros de transparência são uma oportunidade de testarmos e avançarmos nossas políticas de nuvem", disse também a advogada.

Mais sobre: microsoft, hackers, brasil
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários