Justiça eleitoral decreta suspensão do Facebook por 24 horas

De acordo com o Juiz Roberge, o Facebook não acatou a decisão judicial, sendo que não removeu o perfil do ar.

Por | @RafaelaPozzebon Redes sociais

A Justiça Eleitoral de Santa Catarina ordenou que o Facebook fique fora do ar por 24 horas, em todo o Brasil. A decisão é por falta de cumprimento de uma ordem judicial que poderá afetar o processo eleitoral na cidade de Joinville. A decisão é do Juiz eleitoral Renato Roberge, e refere-se a uma página na rede social de que contém críticas a um dos candidatos a prefeito da cidade.

Justiça eleitoral decreta suspensão do Facebook por 24 horas
Após falta de cumprimento de decisão judicial, Juiz decreta que Facebook fique fora do ar por 24 horas no Brasil. A decisão está relacionada a uma página na rede social que denigre a imagem de um candidato a prefeito de Joinville.

Leia também:

A Anatel, caso decida em favor da Justiça Eleitoral, poderá tirar o Facebook do ar por 24 horas. A Justiça determinou que o Facebook remova a página “Hudo Caduco” da rede social, por conter paródias do candidato Udo Dohler (PMDB), que disputa o segundo turno com Darci de Matos (PSD) em Joinville.

Justiça eleitoral decreta suspensão do Facebook por 24 horas
Vale lembrar que a Justiça do Brasil já retirou do ar o WhatsApp por descumprimento de ordem judicial.

De acordo com o Juiz Roberge, o Facebook não acatou a decisão judicial, sendo que não removeu o perfil do ar ainda, e não pagou a multa estipulada de R$ 30 mil por dia de infração. A legislação eleitoral não permite propagandas de teor ofensivo, degradante ou mesmo que leve ao ridículo.

O Facebook, até então, está em pleno funcionamento e ainda não temos novas informações sobre o assunto.

Clique aqui para ver a decisão na íntegra.

Mais sobre: facebook, bloqueado, internet
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar