A Netflix sabe exatamente quais episódios fazem as pessoas viciarem em suas séries

Por meio da análise de dados de usuários de diversos países, o serviço de streaming chegou a conclusão de quais capítulos são capazes de fisgar o público e deixá-los devotos dos seriados.

Por | @oficinadanet Entretenimento

Que atire a primeira pedra quem nunca disse “vou olhar só mais um episódio” e acabou por assistir quase uma temporada inteira de uma série na Netflix ou em qualquer outra plataforma. Alguns seriados tem um grande poder de atração, que nos fazem querer assisti-los sem parar até chegar ao último episódio, sem falar na sensação de “perda” quando uma temporada acaba e a próxima ainda não foi lançada ou ainda não está disponível.

Mas, você sabia que esta "dependência" é evocada por um episódio específico? E a Netflix sabe exatamente qual é ele. Para saber qual é o episódio responsável por fisgar os seus telespectadores e fazê-los passar do estágio “vamos ver se esta série é realmente boa” para “caramba, não consigo mais parar de assistir”, o serviço de streaming usa e abusa da análise de dados.

A Netflix sabe exatamente quais episódios fazem as pessoas viciarem em suas séries

Em seu relatório mais recente, a plataforma analisou padrões na audiência de 30 séries originais, em diversos países, inclusive no Brasil, com o objetivo de identificar quais episódios realmente fisgam os telespectadores.

E por que isto é importante para a Netflix?

Bom, ao analisar dados a Netflix consegue saber muito sobre os seus assinantes. Por meio do registro de atividades de cada usuário ela sabe que tipo de produção a pessoa assistiu, por quanto tempo assistiu, quais séries ele foi até o final em pouco tempo, quais foram mais demoradas para concluir e quais foram largadas no meio.

Com isso o serviço adquire uma base para enviar sugestões de títulos que agradem cada usuário, além de saber que tipos de histórias costumam arrebatar os telespectadores. A produção de conteúdos originais, um nicho que a Netflix vem investindo cada vez mais, é favorecida, pois o canal sabe exatamente o que os seus usuários costumam aprovar.

E saber qual episódio é certeiro para conquistar os telespectadores de determinada série, pode ajudar a plataforma a identificar em tais episódios que tipos de ações são desenvolvidas, ou como a história está sendo apresentada, para conseguir convencer o telespectador de que aquela produção realmente merece o seu precioso tempo. Não preciso nem falar que isto ajuda a plataforma a produzir títulos cada vez mais certeiros.

Além disto, com este estudo a Netflix também descobriu um fato curioso: mesmo com as diferenças culturais entre os 190 países em que o serviço está presente, os padrões de audiência das séries se mostraram, basicamente, universais.

"Nós sempre acreditamos que há certa universalidade em grandes histórias", alega o vice-presidente de Conteúdo Original na empresa, Cindy Holland. "A internet nos permite compartilhar estas histórias com um público mundial, e o que vemos nestes dados é o quão semelhantes são as reações e hábitos de nossos membros. Estamos empolgados para entregar uma grande variedade de histórias, seja de dramas políticos na França ou de dramas musicais no Bronx", finaliza.

Os episódios viciantes costumam variar de uma série para a outra, mas, no geral, eles costumam ser antes do quinto episódio. No caso de Stranger Things, por exemplo, série que foi lançada este ano pela Netflix e que fez grande sucesso, o estudo mostrou que bastaram dois episódios para os telespectadores se sentirem fisgados pelo seriado. Já a produção Gilmore Girls levou mais tempo. Foi apenas no sétimo capítulo que o público se sentiu fisgado pela produção.  Veja abaixo um infográfico divulgado pela Netflix com o resultado do estudo. 

A Netflix sabe exatamente quais episódios fazem as pessoas viciarem em suas séries
Imagem: Reprodução Netflix

Veja também:

Mais sobre: Netflix séries audiência
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo