Maior telescópio do mundo está finalizado. China é a responsável

FAST é a abreviação para Five-hundred meter Aperture Spherical Telescope, ou Telescópio Esférico com 500 metros de abertura.

Por | @oficinadanet Tecnologia

No início deste mês, a China finalizou a construção do FAST, o maior radiotelescópio do mundo. A obra levou cerca de cinco anos para ser concretizada e custou US$ 180 milhões. Para a construção, 9 mil pessoas que residiam próximas à construção tiveram que deixar suas casas.

O telescópio será usado para monitorar um milhão de estrelas e planetas que as orbitam em busca de pulsares, ondas gravitacionais e ainda aminoácidos. O FAST deverá ter papel importante nas pesquisas das áreas de astronomia e física.

Maior telescópio do mundo está finalizado. China é a responsável

Leia também:

De acordo com o noticiário chinês Xianhua News, dos 10 Prêmios Nobel atribuídos a pesquisa sobre cosmologia e espaço, seis foram possíveis em razão dos radiotelescópios.

Sobre o FAST

FAST é a abreviação para Five-hundred meter Aperture Spherical Telescope, ou Telescópio Esférico com 500 metros de abertura. A sua grande estrutura o faz ser o maior do mundo. O telescópio conta com 4450 painéis solares que cobrem uma área semelhante a 30 campos de futebol.

O telescópio foi construído em uma região montanhosa de Guizhou. As montanhas locais facilitaram a construção, e contribuem na isolação necessária para o bom funcionamento do FAST.

O radiotelescópio também possui uma cabine suspensa em meio ao refletor, que fica responsável pela captação e gravação de todos os sinais que forem captados no refletor. A estrutura fica suspensa por cabos presos a seis torres, distribuídos em torno do refletor. Assim, conforme há movimentação dos painéis, a cabine também se ajusta.

O FAST ainda deverá demorar alguns anos para que comece a funcionar de fato. Assim, de acordo com o The Next Web, nos próximos dois ou três anos, ele passará por ajustes finais e será usado em pesquisas mais simples, inicialmente.

Para que o FAST pudesse ser construído, o governo chinês desalojou mais de 9 mil pessoas que moravam em regiões próximas. O radiotelescópio precisa de ausência completa de ondas de rádio para potencializar a sua precisão.

Os moradores estão sendo recolocados em outros locais e receberão uma indenização do governo chinês equivalente a R$ 8 mil.

Mais sobre: china telescopio planetas
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo