YouTube kids é acusado de exibir propagandas para as crianças

O maior site de buscas do mundo está sendo acusado de promover propagandas enganosas e desleais através do YouTube Kids, uma vez que essa prática é proibida para menores de 14 anos nos Estados Unidos.

Por | @oficinadanet Internet

O site que existe a pouco mais de seis semanas, está sendo acusado, por vários grupos de defesa dos direitos das crianças e do consumidor, de promover o uso de sua nova ferramenta por companhias que anunciam produtos e alimentos de forma irregular.

O grande vilão desta discussão é o denominado "unboxing", que nada mais é que um tipo de vídeo. Muitos destes vídeos possuem relações não informadas com fabricantes de produtos e, de acordo com a acusação, o Google estaria lucrando com isso. Além de apresentarem desenhos e documentários explicitamente ligados a marcas de alimentos e de brinquedos.

As organizações envolvidas acreditam que o aplicativo tem como objetivo ultrapassar a barreira entre a publicidade e programação normal, se aproveitando de métodos que são proibidos quando se fala de crianças, além disso, o mesmo estaria infringindo as leis de concorrências. Por essas razões que as organizações pedem à Federação de Comércio dos Estados Unidos que analise a atuação do Google junto ao YouTube Kids e se for necessário, que o tome as atitudes cabíveis para solucionar os problemas.

YouTube kids é acusado de exibir propagandas para as crianças

Entre os acusadores estão associações como o Centro de Democracia Digital, a Academia Americana de Psiquiatria Infantil, a ONG "Campaign for a Commercial-Free Childhood" e Universidades Americanas, entre elas a do estado do Arizona. Vale salientar que as regras hoje existentes quanto à veiculação de propagandas para crianças nos Estados Unidos, em sua grande maioria, não se aplicam ao mercado digital, até porque os órgãos competentes ainda não conseguiram analisar o segmento com calma.

Para responder as acusações, o Google informa que defende o seu serviço e ainda afirma que possui uma série de opções para o controle parental, sendo que em hipótese alguma coleta informações dos usuários do YouTube Kids. O Google diz ter consultado vários grupos de defesa a privacidade e dos direitos das crianças e adolescentes quando da criação do aplicativo, tudo para garantir que problemas como esses não ocorressem em sua nova plataforma.

 Fontes: Canaltech e Olhar Digital.

Mais sobre: Youtube Google Serviço
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter