Será este o fim da rede social Google+?

Depois de muito tempo sob críticas, a rede social do Google parece estar chegando ao fim

Por | @grasiel_grasel Internet

Criar uma rede social que seja suficientemente boa para manter seus usuários ativos é, sem dúvidas, uma tarefa muito difícil para quem tenta ingressar nesse mundo e a Google+ descobriu isso da pior maneira possível, com o Google+.

Desde que chegou à internet, no dia 28 de junho de 2011, quando ainda era um experimento exclusivo a alguns usuários, tinha alguns poucos recursos como os Círculos (grupos de amigos), Sparks (sugestões de conteúdo), Hangouts (chat individual ou em grupo por texto ou vídeo) e o Hangouts On Air (transmissões ao vivo via YouTube), que renderam ao maior buscador do mundo um total de quase 500 milhões de usuários ativos na rede social, o que parece não estar sendo o suficiente para os recursos aplicados.

Leia também:

Com as várias tentativas de empurrar o Google+ a força para os usuários de outros sites sendo um fracasso, a Google finalmente percebeu que a sua rede social não é tão boa quanto inicialmente era o Orkut e está investindo cada vez menos no Plus, o que pode ser o início do fim.

Bradley Horowitz, vice presidente de produto da Google disse em seu perfil do Google+ que irá trabalhar em dois novos produtos da marca, o Photos e Stream que, segundo algumas fontes, serão recursos que estão saindo da rede social para se tornarem independentes.

Será este o fim da rede social Google+?

chefe de desenvolvimento Android e responsável por alguns outros setores da empresa, Sundar Pichai, informou que o Plus não está mais nos planos principais da Google, no entanto, continuará existindo para integrar os comentários do YouTube, facilitando o monitoramento de publicações do site.

“O Google+ sempre foi duas coisas: um stream e uma camada social”, disse Sundar Pichai nessa segunda-feira (2/3), no Mobile World Congress, em Barcelona. “O stream possui uma comunidade apaixonada de usuários, mas o segundo objetivo era maior para nós. Estamos em um ponto em que coisas como fotos e comunicações são muito importantes. Estamos nos reorganizando em torno disso.”

Esperamos que a Google tenha mais sorte com o Google+ e que finalmente consiga reunir os usuários que perdeu com o Orkut, pois, depois de tantas críticas, sorte é o que mais vão precisar.

Mais sobre: Google+ Google Redessociais
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo