Estudantes criam supercomputador que substitui advogados

Será o futuro? Grupo de estudantes da Universidade de Toronto, no Canadá, criou um "advogado virtual".

Por | @Evilmaax Ciência

Você já ouviu falar de Ross, o maior, melhor e mais sabido advogado do mundo? Se você não conhece, eu explico. Trata-se de um sistema criado por alunos de uma universidade canadense que utiliza o Watson, supercomputador da IBM. O projeto conta com o aval da própria IBM e em um futuro próximo será disponibilizado para advogados e escritórios de advocacia que queiram fazer consultas jurídicas, embarcado em um serviço na nuvem.

A utilização será bem similar ao Yahoo Respostas, mas com credibilidade. O usuário faz uma pergunta e o sistema irá gerar uma resposta concreta, citando precedentes que embasam e fundamentam a resposta, além de sugerir leituras relevantes ao tema e uma porcentagem de chances de que aquela resposta esteja correta.

Para chegar a esse resultado, Ross, foi alimentado com um grande volume de precedentes jurídicos, decisões, julgados e leis do mundo inteiro. Além disso, Ross conta com uma habilidade fundamental: ele possui inteligência cognitiva, ou seja, ele continua aprendendo e melhorando suas decisões à medida que os advogados o consultam.

E não é só isso. Se após a consulta um novo caso que seja relevante à pesquisa e que possa alterar a resposta dada entrar no banco de dados, o sistema irá alertar o usuário através de uma notificação no smartphone.

Segundo Andrew Arruda, um dos responsáveis pela criação, "Basicamente, o que nós construímos é o melhor pesquisador jurídico do mundo. Ele é capaz de fazer em segundos o que um advogado levaria horas".

A IBM ainda confirmou que irá dar aos estudantes acesso livre à plataforma, e mais, ela estuda realizar um vultuoso investimento na startup que deu origem ao projeto.

O próximo passo para os estudantes é firmarem acordos com tribunais, para que eles passem a alimentar o programa e que um novo julgamentos e processo seja arquivado em seus sistema, passe a fazer parte, também, do Ross.

Para conhecer o projeto, clique aqui.                                    

Algum advogado por aqui? O que acharam? Conte-nos nos comentários.

Mais sobre: direito advogado
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter