Como funcionam os juros da poupança?

Cada vez mais as pessoas estão aplicando parte de seu dinheiro em cadernetas de poupança, mas como funcionam os cálculos para estes juros gerados? Conheça mais sobre a poupança e suas taxas.

Por | @grasiel_grasel Entretenimento

Você já aplicou algum dinheiro na caderneta de poupança? Sabe quanto este irá lhe render? A poupança, com o passar do tempo, vem se tornando uma boa forma de investimento para pessoas que buscam por maior segurança e baixo risco em suas aplicações. Contudo, esta possui uma série de benefícios e garantias, o que fazem de sua utilização ainda mais procurada e escolhida.

A caderneta de poupança, muito conhecida devido a sua simplicidade e antiguidade, tem seu rendimento calculado através de um percentual mensal, obtido com base na TR (taxa referencial) e, atualmente, baseado também na taxa Selic. As novas regras referentes ao rendimento da poupança, vigoradas a partir do dia 3 de maio de 2012, trazem que os depósitos realizados antes do dia 3 de maio terão o rendimento antigo, ou seja, 0,5% ao mês e mais a variação da TR (calculada e divulgada diariamente pelo BACEN); já, para os depósitos realizados depois desta data, estes terão rendimento de 70% da taxa Selic e mais a TR, lembrando que este novo cálculo somente ocorrerá caso a Selic estiver em 8,5% ou menos ao ano, caso contrário, a poupança renderá de acordo com o método antigo.

Como funcionam os juros da poupança?

Leia também:

O cálculo e o acréscimo do valor no capital contido na caderneta, por sua vez, são contabilizados sempre na data de aniversário da conta, porém, para contas abertas nos dias 29, 30 e 31, a data de aniversário será o 1° dia do mês seguinte. E, caso esta data caia em dia não útil, a remuneração da poupança será creditada no primeiro dia útil subsequente. No entanto, sabe-se que uma única conta poupança pode conter várias datas de aniversário, uma referente a cada depósito efetuado.

Ao abrir uma conta poupança o usuário ganha várias facilidades, como não possuir um limite mínimo para a aplicação, não haver cobrança de taxas de administração, além de ser isenta de imposto de renda e IOF. Em relação ao resgate deste valor aplicado, não há limites, podendo ser efetuado a qualquer momento. Contudo, se o resgate for realizado antes da data de aniversário, o rendimento referente a ele não será creditado.

Como funcionam os juros da poupança?

No que tange aos seus serviços e ferramentas, estes são feitos de forma gratuita, porém, devem ser tomados alguns cuidados, devido a um limite de ações que podem ser executadas. Após este limite, portanto, a instituição bancária poderá cobrar tarifas adicionais. Neste quesito, por exemplo, são disponibilizados até dois saquês mensais, realizados através de guichê de caixa ou pontos de autoatendimento; e um limite de duas transferências mensais gratuitamente, sendo para contas de depósito de mesma titularidade.

Mesmo tendo um rendimento consideravelmente baixo, o que torna a caderneta de poupança muito atraente é a questão de a mesma ser de baixo risco, além de possuir grande parte de suas ações de forma gratuita, não cobrando taxas de manutenção de conta. Quando nos referimos a segurança do capital aplicado, o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante aplicações de até R$250.000,00; já no caso da Caixa Econômica Federal, o total do capital aplicado é garantido, não importando o valor.

Mais sobre: Curiosidades Economia Comofunciona?
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo