O que é dither (ou dithering) e o bitrate (ou bit rate) no áudio?

Entenda o que é dither (ou dithering) e o bitrate (ou bit rate) no áudio, em que situações são empregados e se realmente são úteis para se avaliar a qualidade sonora de uma música.

Imagem ilustrativa de um sinal de áudio. Fonte: izotope
Imagem ilustrativa de um sinal de áudio. Fonte: izotope

Para dar continuidade aos artigos onde explico o que significa cada termo empregado para descrever os arquivos de áudio, falarei hoje sobre o que seria o dither (ou dithering) e o bitrate (ou bit rate) no áudio. Mas antes de começar a discorrer sobre o assunto, recomendo conferir os artigos já escritos abaixo:

O que é o dither (ou dithering) no áudio?

O dither (ou ditering) tem a função de adicionar ruído a um sinal, e tem como objetivo amenizar o ruído gerado pelo ruído de quantização (quantization noise). Quando a profundidade de bits é muito baixa em uma música, o ruído de fundo gerado pelo DAC ao tentar quantizar um sinal de áudio analógico pode acabar interferindo na reprodução da música, tornando-se audível.

Resumindo, a função do dither é ser aplicado quando ocorre este cenário citado acima (profundidade de bits baixa), para evitar que haja ruído, distorções, ao ouvir a música.

Atenção: Para entender melhor o que foi dito acima, é recomendado ler o artigo "O que é profundidade de bits no áudio (audio bit depth)?".

O que é o bitrate (ou bit rate) no áudio?

Nada mais é do que a taxa de bits de áudio transmitida no arquivo de música que você está reproduzindo. Qualquer formato de arquivo de áudio (MP3, AAC, FLAC, WAV) possui um bitrate associado a ele. A cada segundo que passa da música, uma quantidade de dados (ou bits) é transferida, e quando lidamos com arquivos de áudio, isso é quantificado em kilobits de dados por segundo.

Exemplo: Um arquivo no formato de áudio MP3 de 320 kbps terá uma transmissão de 320 kilobits transferidos a cada segundo da música reproduzida.

Entretanto, algo que muitos pensam de forma errônea, é que quanto maior o bitrate, melhor será a qualidade de áudio, o que não é de fato uma verdade. Para entender melhor, leia o artigo "Saiba a diferença entre MP3, FLAC, Opus e AAC".

Esse artigo é feito em parceria com o Grupo Fones de Ouvido High-End:

Especial: Série de artigos sobre Fones de Ouvido

Confira a série especial de artigos, em parceria com a Fones High End (Facebook, Instagram, Twitter), onde é mostrada uma nova perspectiva descomplicando tudo sobre fones de ouvido!

Como funciona?

O Som

Tecnologias

Como escolher?

Dicas

Tutoriais

Artigos

Reviews

A História

Entrevistas

Acer Nitro 5: Não compre sem ver esse vídeo!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário