Continuando a série de artigos onde conto a história das principais marcas tradicionais de fones de ouvido do mundo, desta vez falaremos sobre a criação da Focal, da Hifiman e da Koss. Infelizmente o texto ficou tão extenso, que fui obrigado a deixar para uma parte 3 os percursos da Sennheiser, Shure e Stax.

Não leu os outros artigos ainda? Confira!

Focal (1979)

Nacionalidade: França

Fundador: Jacques Mahul

Faturamento anual: US$580 milhões

Jacques Mahul .Fonte: pinterest
Jacques Mahul .Fonte: pinterest

A Focal-JMlab é uma empresa francesa, fundada no ano de 1979 em Paris. Tudo começou em uma oficina na cidade de Saint-Etienne (centro-leste da França). Idealizada por Jacques Mahul, engenheiro, entusiasta de áudio de alta fidelidade e jornalista de tecnologia, começou em uma empresa de mecânica de precisão, que pertencia a seu pai.

A primeira linha de caixa de som lançada por Jacques Mahul foi vendida sob a marca de JMlab. Sua primeira caixa de som, a DB13, era uma bookshelf (caixa pequena que fica em cima de pedestais) e era capaz de produzir volumes comparados a caixas de som maiores, principalmente nas frequências graves. Inicialmente, Jaques vendeu sua caixa apenas para conhecidos, mas alguns anos depois (1982-1985) ele acabou lançando-as no mercado.

Na década de 1980, as duas marcas se estabeleceram. A Focal se concentrava na inovação, criação de produtos especializados, como o cone de polyglass em "V" e o cone de polykevlar. O material utilizado nos tweeters evoluiu de fibra de vidro para Kevlar, obtendo uma curva de resposta de frequência mais linear com agudos mais suaves. Enquanto isso, a JMlab deixou de produzir caixas de som pequenas e médias e passou a fabricar somente conjuntos High-End.

No ano de 1990, com a chegada de Gérard Chrétien, outro entusiasta do som de alta fidelidade e responsável pela editoria da revista L'Audiophile, o ritmo da companhia começou a acelerar. A empresa começou a adaptar os seus produtos de acordo com o que seus consumidores demandavam, fazendo com que a fabricante se tornasse líder no mercado de caixa de som francesas. Atualmente, Gérard é responsável pela administração e pelo marketing da Focal-JMlab.

No início da década de 90, a empresa começou a exportar suas caixas de som na Europa, no Sudeste Asiático e na América do Norte. Com isso, a desenvolvedora de caixas de som ganhou o prêmio de Caixa de som do ano em 1992 no Japão, além de em 1996 o modelo Grande Utopia ser elogiado pela imprensa internacional.

No ano de 2003, as duas marcas foram unificadas sob o nome de Focal-JMlab, que inicialmente se intitulava como fabricante de produtos para o lar. Entretanto, dois anos depois, a empresa acabou alterando seu nome para Focal, onde o objetivo era fabricar produtos para todos os setores.

No ano de 2011, a Focal-JMlab se fundiu a Naim Audio Limited, uma das principais empresas de eletrônicos de tecnologia de ponta do Reino Unido, que inclusive projeta e fabrica produtos de áudio. A holding chamada Vervent Audio Group é proprietária e administradora das duas marcas. Entretanto, ambas permanecem operando de forma individual, com filosofias próprias e produtos próprios.

No ano de 2014, o grupo Focal & Naim foi assumido por sua equipe administrativa, Naxicap Partners (principal acionista), Aquasourca e Garibaldi Participations. Jacques Mahul ainda permaneceu na empresa e se tornou vice-presidente da Focal-JMlab. No mesmo ano a empresa ganhou o selo de The Entreprise du Patrimoine Vivant (Companhia do Patrimônio Vivo) do estado francês, devido a sua excelência em suas habilidades.

Depois de lançar caixas de som domésticas, caixas de som automotivas e caixas de som de monitoramento, a Focal continuou a inovar e expandir seu mercado. No ano de 2012, a empresa lançou seu primeiro fone de ouvido, o Spirit One. Quatro anos depois, em 2016, foi lançado o headphone Focal Utopia, elogiado por muitos em diversas comunidades audiofilas pelo mundo.

Segundo o site stereo-magazine, a Focal-JMlab possui um faturamento anual de US$580 milhões.

Hifiman (2005)

Nacionalidade: China

Fundador: Fang Bian

Faturamento anual: US$1 milhão

Fang Bian .Fonte: innerfidelity
Fang Bian .Fonte: innerfidelity

A Hifiman Eletronics é uma empresa chinesa que foi fundada em 2005. A companhia, fundada por Fang Bian, trabalha com a produção de fones de ouvido, amplificadores e Digital Audio Players (DAPs). Entretanto, anteriormente Fang havia fundado o site Head-direct, uma loja online virtual e patrocinadora do fórum Head-fi. Alguns anos depois, mais especificamente no ano de 2007, o desenvolvedor de equipamentos de áudio chinês decidiu utilizar a marca Hifiman em seus produtos.

No ano de 2010, Fang abriu duas pequenas fabricas na China. Em seu início, um dos primeiros fones de ouvidos lançados pela empresa foi o HE5, um headphone com driver planar magnético. Para diminuir o custo de produção, onde um dos aspectos que contribuiu para isso era a baixa capacidade de produção, foi decidido utilizar cups de madeira no fone de ouvido. O uso do material no headphone acabou fazendo sucesso, e o produto foi bem recebido no mercado.

Com o passar dos anos, foi lançado o Hifiman HE6 e por último o HE6SE.

A Hifiman, de acordo com o site Ownler, possui um faturamento anual de aproximadamente US$1 milhão.

Koss (1953)

Nacionalidade: EUA

Fundador: John C. Koss

Faturamento anual: US$22 milhões

John C. Koss .Fonte: Koss Headphones (YouTube)
John C. Koss .Fonte: Koss Headphones (YouTube)

A Koss é uma empresa norte-americana focada no desenvolvimento e fabricação de fones de ouvido. Sua sede fica em Milwaukee, Wisconsin, desde 1958, quando a companhia inventou os primeiros stereophones de alta fidelidade.

No ano de 1953, John C. Koss fundou a J.C. Koss Hospital Television Rental Company. Algum tempo depois, Jhon estava em busca de novas ideias e fez uma parceria com Martin Lange, um engenheiro, para desenvolver um fone de ouvido estéreo. O dispositivo de áudio foi lançado quase que por acidente, quando tentavam colocar no mercado um fonografo portátil.

Inicialmente, o objetivo do lançamento dos fones de ouvido era demonstrar o som de alta fidelidade no fonografo portátil, aí nascia o Koss SP/3. Anteriormente, os headphones eram utilizados somente para comunicação. No ano de 1958, o design foi lançado em uma feira de alta fidelidade em Milwaukee, onde houve uma boa aprovação, então a partir daí a Koss começou a fabricar e fazer propaganda em seu apartamento.

Depois do lançamento dos headphones da Koss, várias fabricantes imitaram a tecnologia e o design nos anos seguintes.

No início de 1970, a Koss estava com duas unidades. Após algum tempo, a Koss acabou dominando o mercado de fones de ouvido, onde sua maior concorrente era a Telex. Se crescimento fez com que no final da década de 70, a empresa se mudasse para a sua localização atual, no norte do município de Milwaukee.

Nos anos 80, a diversificação de produtos eletrônicos acabou em um desastre para a Koss, que entrou com um pedido de proteção contra falência, após ter uma perda liquida de US$6 milhões. Nesse meio tempo, em 1984 a Koss acabou lançando o classico fone de ouvido on-ear (supraural) Koss Prota Pro, que apesar de seu design e materiais simples, era funcional, leve e barato. Um ano depois, em 1985, a Koss conseguiu sair de seu estado de falência.

No ano de 1991, o filho do fundador, Michal J. Koss, assumiu a presidência da empresa e se tornou diretor executivo.

Em 2009, Sujata "Sue" Sachdeva, ex-vice presidente de finanças da Koss, foi acusada de fraude eletrônica, depois que a empresa percebeu um desfalque de US$34 milhões. Sue foi condenada por 11 anos de prisão, mas acabou sendo liberta em 2017. A companhia foi forçada a reformular suas contas depois do grande prejuízo, onde ao menos conseguiu recuperar US$12 milhões do dinheiro perdido e um dinheiro obtido através de um leilão de mercadorias roubadas de Sue.

De acordo com o relatório anual de receita de vendas de todos os seus produtos no mundo da Koss Corporation, foi gerado uma receita de aproximadamente US$22 milhões.

Não leu os outros artigos ainda? Confira!

Esse artigo é feito em parceria com o Grupo Fones de Ouvido High-End: