Intel divulga benchmarks de seus processadores para derrubar M1 da Apple

São divulgados diversos benchmarks pela Intel na tentativa de provar que seus processadores são superiores ao M1 da Apple. Confira!

Imagem ilustrativa do MacBook. Fonte: Apple
Imagem ilustrativa do MacBook. Fonte: Apple

Se ainda restava dúvidas de que a Intel estaria preocupada com o novo chip ARM da Apple, o M11, agora não há dúvida alguma. Foi relatado pelos sites PC World e Tom's Hardware diversos benchmarks que a Intel compartilhou afirmando que seus processadores Core i7 de 11ª geração seriam mais rápidos do que o M11. Segundos os testes, estes processadores da Intel seriam superiores em alguns quesitos, embora haja dúvidas sobre a metodologia utilizada pela empresa para chegar a essa conclusão.

De acordo com os resultados divulgados pela Intel, seu processador estaria a frente do desenvolvido pela Apple em situações como a navegação no Chrome, nas tarefas realizadas no Office 365, na utilização de aplicativos criativos da Adobe e IA (inteligência artificial). Além disso, foram feitos testes com jogos, entretanto, alguns títulos apontados pela Intel não estavam disponíveis para Macs.

Testes da Intel comparando o M1 com seu processador. Fonte: Intel
Testes da Intel comparando o M1 com seu processador. Fonte: Intel

Além de mostrar os desempenhos superiores de seu Intel Core i7 de décima primeira geração, a Intel também afirmou que as afirmações da Apple sobre a duração da bateria eram apenas "fofocas" e não havia um desempenho energético melhor na prática. Além disso, a empresa também disse que seus processadores dariam um suporte melhor para monitores externos, além de uma maior variedade de hardware em seu campo, como notebooks com telas sensíveis ao toque.

Mesmo que os testes realizados pela Intel sejam interessantes, há preocupações quanto a metodologia utilizada. A empresa trocou o hardware entre os testes, tanto para ose seus processadores quanto para os da Apple. Foi utilizado um MacBook Air para fazer o teste de duração de bateria ao invés do Pro, por exemplo. Já a Intel, escolheu alguns testes que favoreceram bem seus componentes como, por exemplo, o teste de IA do Topaz Labs (um dos poucos que utilizam aceleração de hardware da Intel).

É normal que haja benchmarks

É comum de tempos em tempos as empresas realizarem benchmarks de seus produtos colocando-os na melhor condição possível e é fato que a compatibilidade e a variedade tendem a favor da Intel. Porém, o fato de a própria empresa oferecer estes benchmarks já diz algo. A companhia vê a Apple como uma ameaça suficiente para lançar uma manobra ofensiva na mídia.

O que achou da ação da Intel perante a lançamento do chip M1 da Apple? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário