Bom Custo x Benefício aos R$ 140? - Review mouse Xzone GMF-02

Neste review iremos explorar o GMF-02 tanto por fora quanto por dentro, ver seu desempenho e no final responder a tão famosa pergunta: Vale a pena por R$ 140?

A Xzone ainda é uma marca um tanto quanto nova no mercado de periféricos. Já fizemos review de um de seus teclados, o GTM-01. Para quem já viu ou leu o review, já sabe como ele acabou. Para quem ainda não viu, dá uma conferida aí.

Mas será que o GMF-02 seguirá o mesmo destino que o teclado da marca? É isso que vamos conferir nesta análise completa do mouse e no final responder se ele vale o custo de R$ 140 ou se seus concorrentes são melhores opções.

Review Xzone GMF-02

Prós
  • - Construção Interna
  • - Desempenho
  • - Preço
Contras
  • - Feets
  • - Codificador do Scroll
Xzone GMF-02
8.0

Construção Externa e Design

O GMF-02 começa com o formato extremamente parecido ao Razer Lancehead - para não dizer que é idêntico. Felizmente isso não é algo ruim já que muitos jogadores gostam bastante do formato, e não vejo motivo óbvio para alguém não gostar.

Xzone GMF-02
Xzone GMF-02

Apesar de seu formato ambidestro, o GMF-02 não é um verdadeiro mouse para canhotos, já que em sua lateral direita não há nenhum botão extra quanto que em sua lateral esquerda podemos encontrar dois botões extras. Além disso também temos mais 2 botões extras em sua parte superior, ficando ao centro e logo atrás do scroll.

Sua lateral direita não apresenta botões, descartando o uso para muitos canhotos
Sua lateral direita não apresenta botões, descartando o uso para muitos canhotos

Em sua parte inferior não há nada além de algumas informações do mouse (como o Serial Number) e também os seus pés que não são do tipo PTFE 100% branco, mas que honestamente não esperava ver nesta faixa de preço de R$ 140.

Parte inferior do mouse
Parte inferior do mouse

Pegadas

Como mencionei bem no começo deste review, o formato que é inspirado no Razer Lancehead pode agradar a muitos mas como também pode deixar outros não tão contentes, mas uma coisa é certa, o foco deste shape é a pegada Palm.

Palm
Fingertip
Claw

Eu que tenho mãos grandes e utilizo fingertip acabo quase utilizando a pegada palm depois de alguns minutos usando o mouse. Outra boa notícia é que quem gosta de Claw pode acabar gostando do mouse, seus botões principais são bem recuados e tem a mesma força de ativação no meio dos mesmos, o que facilita o uso desta pegada.

Iluminação

No caso deste mouse da empresa temos iluminação no Scroll, no Logotipo da marca na traseira do mouse, em suas laterais e um anel estilo underglow na parte inferior de todo o mouse (menos na frente). O mais engraçado é que temos iluminação no sensor do mouse (???), o que não faz sentido considerando que temos um sensor óptico sendo utilizado.

Temos um anél de luzes na parte inferior em conjunto com o contorno dos botões laterais e scroll
Temos um anél de luzes na parte inferior em conjunto com o contorno dos botões laterais e scroll

Acredito que tirando o scroll, todas as partes iluminadas do mouse tem bons efeitos e agregam ao visual do mouse. Tiro o scroll deste conjunto pois o mesmo não replica a qualidade de iluminação do resto do mouse.

Ah, antes que eu esqueça, não há software para fazer a mudança do efeito de cores que vem de fábrica no efeito "rainbow".

Xzone GMF-02
Xzone GMF-02

Cabo

Não há nada de paracord ou estilo paracord no GMF-02, temos um cabo trançado de Nylon como já estamos acostumados a ver em mouses há muitos anos. Ele não é super pesado e/ou duro como já vimos no Logitech G403, mas também não é nem de perto tão flexível ou leve como o cabo do Pichau P702, por exemplo.

Cabo não é estilo paracord, mas não é o pior do mercado também
Cabo não é estilo paracord, mas não é o pior do mercado também

Desempenho

O Xzone GMF-02 não vem equipado com um sensor de escritório, mas sim com um modelo que se encaixa em sua faixa de preço de R$ 140. O Pixart PMW 3325 se bem implementado consegue ter um bom rastreio, e é isso que os seus resultados mostraram no MouseTester.

800 DPI
1600 DPI
2400 DPI
3200 DPI
4800 DPI
8200 DPI
16400 DPI

Só ressalto que a especificação máxima deste sensor é de 5000 DPI, qualquer valor a partir disso é interpolação. Para chegar aos absurdos 16400 DPI do mouse foi necessário mais de 3x de interpolação de sinal, e a quantidade de smoothing adicionado ao mesmo é enorme. Recomendo utilizar o modelo em no máximo 3200 DPI.

Aceleração

Durante o teste de aceleração, o Xzone GMF-02 mostrou resultados perfeitos tanto em testes no Windows quanto in-game, mostrando a boa implementação que foi feita em seu sensor.

Teste de aceleração saiu perfeito
Teste de aceleração saiu perfeito

Paint

E por último temos o teste do paint onde temos a última confirmação de um sensor bem implementado. Ressalto novamente que há bastante interpolação no sensor, mas em suas DPIs nativas ele se comporta perfeitamente.

Teste do paint também não mostrou problemas
Teste do paint também não mostrou problemas

Construção Interna

Abrir o GMF-02 não é nada difícil, há 4 parafusos localizados embaixo dos três feets na parte inferior do mouse. Basta remover os parafusos que o mouse já se abre por completo, realmente simples.

Vamos então começar por seus switches, onde temos uma ótima surpresa. Temos Huano em todos os botões: principais, do scroll, laterais e superiores extras. Nos botões principais temos modelos Huano Blue enquanto que no resto encontramos modelos Huano White, e ambos são bons switches e colocados nos lugares correspondentes ao uso comum.

Também podemos confirmar o uso do Pixart PMW 3325 como sensor do mouse, que como já vimos na parte de desempenho do produto, tem boa implementação sem demonstrar aceleração ou problemas de rastreio.

A parte ruim da construção interna fica no uso de um codificador da F-Switch, que é usado em vários mouses como os modelos da Glorious, por exemplo. Ele tem boa sensação tátil, até que começa a fazer barulho por falta de lubrificação, normalmente 6-8 meses após o começo do uso. Ele não deve apresentar problemas maiores e lubrificar é fácil, mas é uma coisa que poderia mudar.

Ah, e também encontrei esse pedaço enorme de ferro dentro do mouse para dar a impressão de ser "melhor construído". Eu não consigo entender como uma empresa chega ao consenso de colocar isso dentro de um mouse, ainda mais quando o mesmo É BOM como o caso do GMF-02. Sério, parem de fazer isso.

Tirando o ferro dentro, no geral, gostei bastante da construção interna do mouse, foram feitas boas esolhcas para todos os switches e o sensor além de ser condizente com o que é dito na caixa também está bem implementado, assim passando com grande facilidade na construção interna.

Conclusão

Depois de analisar todos os aspectos do Pichau Hive, concluo que ele é o melhor mouse disponível por menos de R$ 300, e não é por pouco não. Temos basicamente tudo que sempre pedimos para empresas implementarem em seus mouses: cabo leve e dobrável, switches principais ópticos, switches laterais de boa qualidade, sensor decente bem implementado, baixo peso, pés generosos e bem posicionados e um software mesmo que simples para fazer pequenas modificações.

Xzone GMF-02
Xzone GMF-02

O mouse é quase que perfeito, sem sombra de dúvidas pela bagatela de R$ 270 o Hive recebe um Super Indico aqui no Oficina da Net, com a única "critica" sendo o mínimo rangido que sua estrutura faz quando pressionado de certos ângulos, algo que não afeta sua durabilidade e nem é percebível durante a jogatina.

Outras empresas deveriam seguir o modelo da Pichau, pois há muito que pode ser re-aproveitado por aqui e beneficiar ainda mais outros modelos já estabelecidos no mercado, mas quando se trata deste mouse, a marca está de parabéns pelo trabalho.

5 celulares para NÃO COMPRAR em 2021

Conteúdo relacionado

O MELHOR mouse até R$ 300! Pichau Hive - REVIEW
Hardware

O MELHOR mouse até R$ 300! Pichau Hive - REVIEW

O Hive é o mouse que todos estávamos esperando desde a Brasil Game Show 2019 onde o mesmo foi apresentado, ele é um modelo Ultraleve brasileiro que promete, mas será que cumpre?

Review mouse Logitech G Pro Wireless | O melhor da Logitech
Hardware

Review mouse Logitech G Pro Wireless | O melhor da Logitech

O G Pro Wireless foi uma surpresa ao mercado quando foi lançado, com apenas 83 gramas e excelente performance sem fio que chamou a atenção de todos.

Mouse bom e barato! Review XPG Infarex M20
Hardware

Mouse bom e barato! Review XPG Infarex M20

O XPG Infarex M20 oferece uma boa opção de mouse pesado com boa performance e que não quebre o seu cofrinho na hora da compra. Será que ele conseguiu alcançar o seu objetivo?