[Review] Headset Gamer Fallen Morcego

Análise do Headset Gamer Fallen Morcego feita na visão de um audiófilo. Confira em uma análise justa o que o headphone realmente entrega e saiba qual headset escolher.

Por Hardware Pular para comentários
[Review] Headset Gamer Fallen Morcego

É a primeira vez que recebo para análise um headset gamer e as referências que eu tenho são somente de headphones audiófilos como, por exemplo, os Sennheiser, Shure, AKG, Beyerdynamic, Audio Technica, Sony. Para equilibrar isso e ser uma análise mais justa, pedi algumas opiniões a um amigo meu que joga Counter-Strike por horas, todos os dias, para saber o que ele acha do desempenho do som e do microfone ao longo do jogo.

O headset gamer Fallen Morcego pertence à loja online Fallen Store cujo dono é Gabriel Toledo de Alcântara Sguário, mais conhecido como FalleN, um jogador profissional do jogo de FPS Counter-Strike: Global Offensive que joga atualmente pela MIBR.

O Morcego foi testado a partir de um computador de nível intermediário com placa onboard e a partir do Digital Audio Player (DAP) FiiO X7 conectado ao amplificador FiiO K5. Abaixo irei descrever com detalhes acerca da estrutura e desempenho do headphone e microfone do fone de ouvido.

Headset Fallen MorcedoHeadset Fallen Morcedo

 

Estrutura

Sua estrutura me pareceu bem feita inicialmente. É importante frisar que estou a duas semanas utilizando o headset, então pode ser que com o uso mais prolongado posso ter outras impressões (caso ocorra, a análise será atualizada)

Suas hastes, que prendem as cups, são feitas em alumínio e passam bastante confiança. Sua pintura é bem feita e possui os passos para regulagem em forma de pequenas bolinhas proporcionando um maior controle no deslizar.

As cups são completamente seladas proporcionando um melhor isolamento do ruído externo e são feitas em plástico de boa qualidade com uma parte em pintura fosca e outra em pintura metálica.

A haste é toda envolta em courino e almofadada na parte debaixo para proporcionar um maior conforto durante a utilização do fone. A pressão que ela gera nas laterais é boa, não incomoda. Porém na parte superior sinto uma pressão que com o tempo chega a incomodar um pouco (por mais que seja almofadada). Creio que esse incômodo talvez seja por conta da espuma da haste que pode não ser grossa o suficiente para gerar um bom conforto.

As pads são feitas em courino e vem um par extra para trocar quando as que vieram junto com o fone de ouvido já estiverem muito desgastadas. Acredito que com o devido cuidado, elas devem durar muito bem (farei um tutorial sobre os cuidados com os fones de ouvido em breve). Achei as pads confortáveis, macias, porém com o tempo esquentam a orelha (não possuem poros para a orelha "respirar") e dependendo do clima, pode ser necessário o uso de uma toalha para secar o suor um pouco.

O cabo é envolto por um tecido trançado, tem uma boa grossura (não é muito fino e nem muito grosso. Em termos de resistência me passou confiança. Porém não gostei do fato de que ele não é removível, não sendo possível trocar caso dê mal contato ou queira trocar por um cabo mais longo ou de melhor qualidade.

No cabo não temos nenhum controle para volume ou para ficar mudo o microfone. Isso só é possível caso você utilize o DAC/amp USB que vem junto com o headset. Além disso, caso o usuário opte por não utilizar o DAC/amp USB, que possui um cabo de aproximadamente 1,60m, ele terá um cabo de aproximadamente 90cm (sem o adaptador para dividir o conector em 2, para fone e microfone) o que na minha opinião é curto.

Observação: o cabo do headset é com polo triplo, sendo possível utilizar o microfone junto com o headphone, por exemplo, no celular.

Adaptador que vem com o headsetAdaptador que vem com o headset

 

Confira abaixo o vídeo de unboxing que fiz mostrando melhor a estrutura do headset Morcego:

 

Som

Eu esperava que o som fosse bem em V (graves e agudos proeminentes e médios recuados) com graves exagerados encobrindo os médios e agudos, mas para a minha surpresa não foi isso que ocorreu.

Os graves são um pouco mais acima do considerado neutro, mas não chega a invadir muito os médios e agudos. Eles possuem um bom punch (impacto), um controle/definição aceitável (não se espalham tanto), extensão (até onde o som de um instrumento vai até desaparecer) e detalhamento medianos, porém bons pelo preço, e bom corpo/massa (graves que preenchem).

Os médios, embora levemente recuados (abaixo do considerado neutro), possuem bom desempenho pelo preço. Detalhamento o suficiente para ouvir com clareza os sons nos jogos e até nas músicas.

Os agudos na maior parte das vezes não são estridentes, tem extensão e detalhamento aceitáveis pelo preço. O controle/definição às vezes acaba sofrendo se houver muitos sons de uma só vez causando estridência e distorção. Se a música ou o som for muito agudo, o headphone poderá sofrer também para reproduzir e deixar o agudo estridente.

O posicionamento/separação dos sons eu considerei boa para o preço, nos jogos da para distinguir com clareza de qual direção o som vem pelo menos (a proximidade nem tanto).  Ao mesmo tempo a espacialidade eu acho que poderia ser melhor, talvez se o headphone fosse semi-aberto o tornaria melhor (mesmo sacrificando um pouco do isolamento).

Teste do headset Fallen MorcegoTeste do headset Fallen Morcego

 

 

Multicanal

MulticanalMulticanal

 

Segundo o fabricante, o fone possui a tecnologia de multicanal 7.1 virtual que para mim não serviu para nada, pois não proporciona a qualidade de um headphone stereo. Isso é puro marketing das empresas somente para vender (escreverei um artigo sobre isso explicando com mais detalhes).

 

DAC/amp USB com controles

DAC/amp USB que vem com o headsetDAC/amp USB que vem com o headset

 

Não achei que houve uma diferença significativa no som, fazendo com ele sirva somente para controlar o volume e deixar o som do headphone ou do microfone mudos.

 

Microfone

 O microfone tem boa qualidade em jogos como, por exemplo, Counter-Strike e GTA Online quanto em videoconferências realizadas, por exemplo, no Skype. O som é claro e o microfone não capta tantos sons a minha volta (no máximo pode captar os sons do teclado que está mais próximo de mim).

O usuário tem a possibilidade de remover o microfone (conector P2/3,56mm) para trocar por outro ou para facilitar o transporte do headset.

É bom lembrar que não tenho tanta experiência com microfones e base para comparar com outros microfones, pois não cheguei a testar vários modelos. Eu estou relatando somente com base na experiência que eu tive com o microfone deste headset.

 

Conclusão

A meu ver este headset vale o que é cobrado por ele tendo em vista seu desempenho em termos de som, sua construção e a qualidade do microfone. Senti falta do cabo do headphone ser removível, mas creio que isso deve ser por questões de custo.

Talvez futuramente seja possível algum comparativo com os seus concorrentes diretos como, por exemplo, o Kingston Hyperx Cloud.

Esse artigo é feito em parceria com o Grupo Fones de Ouvido High-End:

Compartilhe com seus amigos:
Vitor Valeri
Vitor Valeri Fundador dos canais "Fones High-End" nas principais redes sociais e hobbysta de fones de ouvido há 10 anos, hoje é responsável pela redação sobre a temática juntamente com games (outra paixão). Formado em Saúde Coletiva, anda sempre em busca de inovação e conhecimento.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @vitor_valeri // TWITTER: @Vitor_Valeri
Quer conversar com o(a) Vitor, comente:
Minha foto
    Últimas notícias