Apple anuncia mudança de processadores Intel para chips ARM no Mac

Apple irá anunciar durante a Conferência Mundial de Desenvolvedores que irá realizar a transição dos processadores Intel para os seus chips ARM no Mac.

Macbook Air. Fonte: Apple
Macbook Air. Fonte: Apple

A Apple anunciará durante a Conferência Mundial de Desenvolvedores (Worldwide Developer Conference), que irá ocorrer dia 22 de junho, que pretende passar a utilizar chips ARM ao invés de processadores Intel nos Macs. A informação veio através do site Bloomberg, onde é dito que a "maçã" pretende utilizar seus próprios chips personalizados da série A de litografia de 5nm até o ano que vem, 2021.

No intuito de garantir que os desenvolvedores tenham tempo suficiente para realizar alterações em seus aplicativos para funcionarem na nova arquitetura, a Apple pretende anunciar seu plano de transição de processadores. Ao mesmo tempo, a empresa irá fornecer ferramentas de desenvolvimento para todos se preparem devidamente com antecedência. A fabricante responsável pelos chips de 5nm da série A para Macs será a TSMC.

O nome dos chips ARM da Apple é Kalamata

Processador ARM desenvolvido pela Apple. Fonte: cultofmac
Processador ARM desenvolvido pela Apple. Fonte: cultofmac

O nome dos chips ARM que serão utilizados nos Macs é Kalamata e estão sendo desenvolvidos desde o ano de 2018. Segundo as informações, a Apple está trabalhando em pelo menos 3 modelos de processadores ARM para os seus dispositivos. De acordo com o site wccftech:

"O primeiro desses processadores será um chip de 5nm e 12 núcleos, com oito núcleos de alto desempenho chamados Firestorm e quatro núcleos com eficiência energética, chamados Icestorm. A Apple usará uma arquitetura semelhante usada para iPhone e iPad, que também utiliza uma mistura de núcleos de alto desempenho e eficiência energética. Gradualmente, a Apple dobrará ou quadruplicará o número de núcleos em seus processadores da série A, em comparação com as atuais ofertas da Intel em Macs."

Acredita-se que o primeiro Mac a utilizar o novo processador ARM será o Macbook de 12 polegadas. A Apple afirma que com os Kalamata, seus computadores terão um desempenho gráfico e de CPU melhores, além de ganharem suporte a deep learning, devido a utilização do chip Neural Egine, e uma maior eficiência energética.

"Na Apple, os testes de novos Macs com chips baseados em ARM mostraram melhorias consideráveis em relação às versões da Intel, especificamente no desempenho gráfico e nos aplicativos que usam inteligência artificial, disseram as pessoas. Os processadores da Apple também são mais eficientes em termos de energia do que os da Intel, o que pode significar laptops Mac mais finos e leves no futuro."

De acordo com as informações ditas, a Apple pretende iniciar a implementar os processadores ARM em Macbooks. Porém, futuramente a empresa pensa em utilizá-los no iMac Pro também, que atualmente utiliza os processadores Intel Xeon.

Não é a primeira vez que a Apple realiza uma transição de arquitetura

Não é a primeira vez que a Apple realiza uma transição de arquitetura de processadores. Em 1990 a "maçã" migrou da Motorola para os chips PowerPC e posteriormente realizou a migração para a Intel em 2007. Entretanto, dessa vez, a empresa irá substituir por processadores desenvolvidos por seus próprios engenheiros.

O que mais será anunciado além da mudança de processadores?

Além da transição de arquitetura de processadores, a Apple irá anunciar em sua conferência o iOS 14, watchOS 7, tvOS 14 e macOS 10.16.

Galaxy Z Fold 3: Opinião sincera!

Conteúdo relacionado

Apple pode se tornar a maior compradora de painéis OLED em 2020
Mercado Tech

Apple pode se tornar a maior compradora de painéis OLED em 2020

Na luta para reduzir a dependência dos painéis OLED da Samsung, a Apple parece empenhada para montar, desenvolver e comprar telas de outros fabricantes além de fabricar seus próprios painéis.

Apple compra uma startup de IA para melhorar os dados da Siri
Apple

Apple compra uma startup de IA para melhorar os dados da Siri

A Inductiv pode garantir que a Siri tenha informações mais claras sobre o que o usuário solicita, tornando-se mais assertiva nas respostas.

Apple volta a perder mercado em smartphones no Brasil; Xiaomi cresce
Mercado Tech

Apple volta a perder mercado em smartphones no Brasil; Xiaomi cresce

O mercado tech, principalmente no segmento de smartphones em 2020 segue mudando a cada lançamento que chega. Últimos números mostram queda da Apple no Brasil, enquanto a Xiaomi segue ganhando mercado.