Oficina da Net Logo

iOS 12 da Apple vai permitir compartilhar sua localização para o 911

Com o iOS 12, os usuários do iPhone que ligarem para o 911 poderão compartilhar de forma automática e segura sua localização para ajudar a reduzir os tempos de resposta de emergência.

Por | @ingridjank Apple

A Apple anunciou ontem (18) um aprimoramento para a segurança de seus usuários que utilizarem o iOS 12. O recurso é capaz de compartilhar automaticamente os dados de localização da pessoa que precisar ligar para a emergência com os socorristas. A função será liberada no final deste ano, com o objetivo principal de fornecer informações rápidas e precisas que ajudem a reduzir o tempo de resposta.

A empresa da maçã é reconhecida por apresentar produtos com recursos bastante úteis para momentos de perigo, e agora ela demonstra que quer ficar ainda melhor. Esta funcionalidade é acionada assim que um usuário ligar para 911 nos Estados Unidos, que é como o 190 daqui do Brasil.

O recurso é chamado de RapidSOS, e é baseado no sistema HELO (Hybridized Emergency Location) da Apple, que foi lançado em 2015, e agora vai ser integrado ao software que foi instalado no sistema de vários centros de emergência dos EUA. Ele foi criado para enfrentar a estrutura desatualizada das ligações recebidas por dispositivos móveis e da linha fixa, que acabavam dificultando a obtenção de informação rápida das vítimas.

Imagem: Divulgação/AppleImagem: Divulgação/Apple

O CEO da Apple comunicou: "As comunidades confiam nos 911 centros em uma emergência e acreditamos que eles devem ter a melhor tecnologia disponível à sua disposição. Quando cada momento conta, essas ferramentas ajudarão os socorristas a alcançar nossos clientes quando eles mais precisarem de assistência.”

Como a empresa estima a privacidade de seus clientes, neste caso não será diferente. Isso porque os dados dos usuários só serão usados com a finalidade de emergência dos centros de atendimento 911, os quais serão os únicos a conseguir acesso ao local da vítima.

Este serviço é capaz de exceder o requisito da Comissão Federal de Comunicações, que exige que as operadoras localizem as vítimas em até 50 metros em pelo menos 80% do tempo, até o ano de 2021. E este recurso permite que a Apple lance esses benefícios para os centros de emergência neste ano já.

O chefe do RapidSOS informou que os telecomunicadores do 911 fazem um trabalho extraordinário ao gerenciar milhões de emergências com “pouco mais que uma conexão de voz”, disse Michael Martin. “Estamos entusiasmados por trabalhar com a Apple para fornecer aos primeiros socorristas um novo caminho para um localizador de chamadas preciso, baseado em dispositivo, usando a tecnologia transformadora Next Generation 911”.

O recurso será iniciado somente nos EUA por enquanto, para o Brasil não há previsões.

Fonte: Apple Inc.

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários