Ucrânia pede que PlayStation e Xbox deixem a Rússia

Ministro ucraniano foi quem solicitou o encerramento do suporte oferecido pelas gigantes da indústria de games no mercado russo. Confira!

Ucrânia pede que PlayStation e Xbox deixem o mercado russo (Crédito: Oficina da Net)
Ucrânia pede que PlayStation e Xbox deixem o mercado russo (Crédito: Oficina da Net)

O conflito entre Rússia e Ucrânia têm causado grandes impactos em todas as áreas do mercado, e desta vez chegou ao ramo de games. O ministro ucraniano Mykhailo Fedorov enviou uma carta aberta para os donos da Xbox e PlayStation pedindo o bloqueio de todas as contas na Rússia, além de impedir a participação de equipes russas em campeonatos internacionais de esports.

Ucrânia pede que PlayStation e Xbox deixem o mercado russo

O conflito geopolítico causado pela invasão da Rússia à Ucrânia resultou em sanções bem rigorosas ao mercado russo. Além de bloquear o país no Swift, sistema internacional de bancos, empresas como a Apple, Nokia, Disney, Twitter, YouTube e Sony já cortaram negócios com o país liderado por Vladimir Putin.

O pedido do ministro ucraniano a Xbox e PlayStation foi divulgado no Twitter, solicitando que as empresas "bloqueiem todas as contas na Rússia e Bielorrússia". Veja o tweet, seguido pela tradução direta realizada pelo Oficina da Net:

"Para todas as empresas de desenvolvimento de jogos
e plataformas esports. A Federação Russa realizou um ataque militar enganoso e ultrajante no meu país!

Imagine, em 2022, mísseis de cruzeiro atacam residenciais bairros, jardins de infância e hospitais no coração da Europa. As forças armadas e os cidadãos estão defendendo a Ucrânia até o fim! O mundo está repelindo o agressor através da imposição de sanções - o inimigo deve sofrer perdas significativas. Mas precisamos do seu apoio - em 2022, a tecnologia talvez seja a melhor resposta para os tanques, foguetes e mísseis.

Tenho certeza de que você não só ouvirá, mas também fará todo o possível para proteger a Ucrânia, Europa e, finalmente, todo o mundo democrático desta agressão autoritária e sangrenta - e eu apelo para bloquear temporariamente todos as contas da Rússia e Bielorússia, e interrompam temporariamente a participação desses jogadores em todos os eventos internacionais de esports e cancele todos eventos internacionais realizados no território da Rússia e da Bielorrússia.

Temos certeza de que tais ações motivarão os cidadãos da Rússia proativamente a parar com esta vergonhosa agressão militar."

O ministro também pediu que as desenvolvedoras Riot Games, Electronic Arts, Ubisoft e Wargaming encerrem seus negócios na Rússia. Para isso, Fedorov usou a expressão: "Não existe lugar para agressores no mapa mundial da tecnologia".

Monitor curvo bom e barato? É o TUF da ASUS 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário