Quais são as 5 criptomoedas mais populares?

Neste artigo, reunimos para você, quais são as 5 criptomoedas mais populares, de acordo com o uso atual e potencial. Confira abaixo.

Imagem de WorldSpectrum por Pixabay
Imagem de WorldSpectrum por Pixabay

Com tantas criptomoedas disponíveis, como um investidor pode decide em qual delas investir? Apesar das enormes flutuações de preço, as pessoas ainda estão interessadas em investir em criptomoedas. É arriscado - você pode perder tudo ou ver seu valor dividido em 90% da noite para o dia. Mas também pode render muito. Afinal, o que é uma criptomoeda? Quais as 5 criptomoedas mais populares?

O que são criptomoedas?

A criptomoeda é um sistema de pagamento digital, o qual não precisa de bancos para verificar as transações. É um sistema que pode permitir que qualquer pessoa em qualquer lugar envie e receba pagamentos. Ao invés do dinheiro físico ser transportado e trocado no mundo real, os pagamentos de criptomoeda existem como entradas digitais em um banco de dados online, que descreve transações específicas.

Quando você transfere fundos de criptomoeda, as transações são registradas em um livro-razão público. Você armazena sua criptomoeda em uma carteira digital. A criptomoeda tem esse nome porque usa criptografia para verificar as transações. Isso significa que a codificação avançada está envolvida no armazenamento e transmissão de dados de criptomoeda entre carteiras e para livros-razão públicos. O objetivo da criptografia é fornecer segurança e proteção.

Neste artigo, examinamos cinco das criptomoedas mais populares, de acordo com o uso atual e potencial. Essas criptomoedas já existem há algum tempo. Isso não significa que elas não possam desaparecer em algum momento, mas também não parecem ser golpes instantâneos.

1. Bitcoin

Imagem de MichaelWuensch por Pixabay
Imagem de MichaelWuensch por Pixabay

O Bitcoin foi lançado em 2009, e é considerado a primeira criptomoeda do mundo. É uma forma descentralizada de dinheiro digital, que elimina a necessidade de intermediários tradicionais, como bancos e governos, fazerem transações financeiras.

Essa moeda é alimentada por uma combinação de tecnologia peer-to-peer - uma rede de indivíduos, muito parecida com os editores voluntários que criam a Wikipedia, e criptografia baseada em software.

Isso cria uma moeda apoiada por código em vez de itens de valor físico, como ouro ou prata, ou pela confiança em autoridades centrais como o dólar americano ou o iene japonês.

2. Ethereum

Imagem de Peter Patel por Pixabay
Imagem de Peter Patel por Pixabay

Ethereum foi inicialmente vista como a criptomoeda que poderia tirar o bitcoin do seu posto de moeda dominante. Embora não tenha funcionado assim, a Ethereum detém a sólida posição número 2, em capitalização de mercado.

Além disso, essa moeda forneceu algumas melhorias em relação ao bitcoin. Ou seja, contratos inteligentes e transações 5 vezes mais altas por segundo (TPS) do que bitcoin.

Como o bitcoin, o ethereum opera fora do mandato das autoridades centrais, como bancos e governos. A ideia por trás do ethereum foi criada por Vitalik Buterin. Ele lançou a primeira versão da plataforma em 2015, com a ajuda de vários cofundadores.

3. Litecoin

Imagem de Eivind Pedersen por Pixabay
Imagem de Eivind Pedersen por Pixabay

Litecoin é uma das primeiras criptomoedas derivadas do Bitcoin que tentou resolver alguns dos problemas de adoção da criptomoeda original. Desde sua criação, por meio de um fork do código Bitcoin, em 2011, o Litecoin passou por altos e baixos.

O Litecoin tem semelhanças em sua infraestrutura com o bitcoin. As taxas de transação da Litecoin são bem menores, em torno de US $ 0,35 por transação. Assim como o Ethereum, o Litecoin também tem TPS mais alto do que o bitcoin.

Por fim, o Litecoin tem um limite de $ 81 milhões em moedas que podem ser mineradas. Isso significa que a Litecoin pode ter aumentos constantes de preço, dependendo da demanda futura. Litecoin está atualmente classificado em quinto lugar, por valor de mercado.

4. Ripple (XRP)

Imagem de Miloslav HamÅ™ík por Pixabay
Imagem de Miloslav HamÅ™ík por Pixabay

Ripple é mais do que apenas uma troca de valor. Ajuda a tornar as transações financeiras internacionais mais eficientes. Ao trabalhar com instituições financeiras, a Ripple reduz as taxas de câmbio e fornece taxas de câmbio em tempo real.

Antes do Ripple, os bancos frequentemente precisavam usar intermediários para transações internacionais. Eles eram caros e podiam levar dias para serem concluídos. O Ripple melhorou muito a eficiência em como as transações internacionais operam.

Para um investidor, isso mostra que Ripple está fornecendo valor real no mundo além da loja básica ou da premissa de troca de valor.

5. Stellar

Imagem: Stellar.org
Imagem: Stellar.org

A funcionalidade da Stellar é semelhante à do Ripple: Ambas as criptomoedas auxiliam no câmbio rápido e de baixo custo. Entretanto, Stellar é diferente porque usa empresas de remessa e créditos, mas o resultado final ainda é muito semelhante ao Ripple.

Mesmo que Stellar use uma abordagem diferente do Ripple, isso não significa que seja menos eficiente. Ele pode realizar operações de câmbio em menos de 5 segundos por uma fração de centavo.

Investir em Stellar e Ripple pode fornecer diversificação de abordagens dentro do espaço de transação internacional.

Pensamentos finais

Lembre-se de que investir em qualquer criptomoeda é altamente especulativo. Todas essas moedas fornecem algum valor, mas no final do dia, você está apostando apenas no preço. Você espera que outra pessoa pague mais pelo investimento do que você.

Certifique-se de que está comprometendo apenas os fundos que se sente confortável em perder. Vale ressaltar também, que existem muitas outras moedas. Nossa seleção foi em cima das cinco moedas mais populares do momento.

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário