Assistente de voz da Amazon, Alexa dará conselhos sobre saúde

As pessoas poderão receber conselhos sobre saúde especializados usando a assistente de voz da Amazon, a Alexa, em parceria com o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, anunciou o governo do Reino Unido.

Por Tecnologia Pular para comentários
Assistente de voz da Amazon, Alexa dará conselhos sobre saúde

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês) anunciou que fez uma parceria com a Alexa, assistente de voz da Amazon, para oferecer conselhos de saúde no Reino Unido. Os britânicos poderão fazer perguntas básicas de saúde, como por exemplo "Alexa, como eu trato uma enxaqueca?" Ou "Alexa, quais são os sintomas da gripe?".

As respostas serão dadas por profissionais do Serviço de Saúde, e estão atualmente disponíveis no site da organização. A parceria não aumenta muito o conjunto de habilidades da Alexa, mas é um passo interessante para o Serviço de Saúde britânico.

 Assistente de voz da Amazon, Alexa dará conselhos sobre saúde

Anunciado como o primeiro do mundo, a colaboração é projetada para ajudar os pacientes - como idosos e cegos - que não podem acessar à internet por meios tradicionais, o que poderia reduzir a pressão sobre o sistema de saúde local. Além disso, é claro, ligando-se diretamente a informações oficiais e confiáveis ​​do NHS, é menos provável que os usuários se deparem com conselhos médicos aleatórios - qualquer um que já tenha pesquisado seus sintomas no Google sabe o quanto isso pode ser um campo minado.

A presidente do Royal College of GPs do Reino Unido, professora Helen Stokes-Lampard, afirmou em um comunicado que a colaboração "tem o potencial de ajudar alguns pacientes a descobrir que tipo de cuidados eles precisam antes de decidir se procuram assistência médica cara-a-cara, especialmente para doenças menores. "

Mas Helen também alerta que o recurso no Alexa pode ter desvantagens. Segundo a professora, é "vital que pesquisas independentes sejam feitas para garantir que os conselhos dados sejam seguros, caso contrário, isso pode impedir que as pessoas busquem ajuda médica adequada e criem ainda mais pressão sobre nosso serviço sobrecarregado de médicos."

Compartilhe com seus amigos:
Mais sobre: tecnologia, amazon, alexa, saude
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Minha foto
    Últimas notícias de Tecnologia