Google compra empresa de software de análise Looker por US$ 2,6 bilhões

O Google anunciou nesta quinta-feira que vai comprar a Looker, uma empresa privada de análise de big data, por US$2,6 bilhões em dinheiro, na primeira grande aquisição do novo presidente-executivo do Google Cloud, Thomas Kurian.

Por | @bgssilva Tecnologia Pular para comentários

A divisão de computação em nuvem do Google é globalmente a terceira maior geradora de receita em aluguel e infraestrutura de Big Data para empresas ficando atrás da Amazon.com e Microsoft.

Mas o BigQuery do Google Cloud, uma ferramenta que gerência grandes conjuntos de dados e, tem sido um dos pontos positivos para atrair clientes, de acordo com analistas do setor de nuvem.

Google CloudGoogle Cloud

Em entrevista à Reuters, Thomas Kurian, novo presidente-executivo do Google Cloud, disse que dobrar em tais análises faz sentido, já que preenche as lacunas em sua unidade. 

O Looker e o Google Cloud têm culturas semelhantes e compartilham mais de 350 clientes, incluindo a Blue Apron Holdings, e a Hearst Communications, segundo ele.

Quando analisamos como ampliar nosso portfólio, [dados e análises] é um segmento em que temos força”, disse Kurian. A Looker chegará como "serviço complementar que completa nossa base de análise".

O acordo também reflete o plano de Thomas Kurian de conquistar clientes com software especializado, já que os concorrentes se concentram em ferramentas mais gerais.

LookerLooker

 A Looker, fundada em 2012, emprega cerca de 800 pessoas, arrecadou US$281 milhões em capital de risco e foi avaliada em US$1,6 bilhão em uma rodada de financiamento no ano passado.

Sua ferramenta permite que analistas e outros profissionais definam cálculos para itens como receita ou clientes de alto valor e visualizem as tendências em seus dados sem escrever scripts complicados. Ela concorre com a Tableau Software Inc, a Domo Inc e com o Power BI da Microsoft.

Analistas disseram que a Looker está entre as melhores ferramentas de business intelligence desenvolvidas na era da nuvem e que se beneficiaria dos recursos do Google. A empresa de pesquisa Equity Cowen estimou que a receita de 2019 da Looker seria de cerca de US$ 140 milhões.

Thomas Kurian disse que a integração da Looker resultaria em novos recursos, sem elaboração. Boris Evelson, que acompanha a análise de dados da Forrester Research, chamou a compra de Looker como "uma escolha inteligente".

Thomas Kurian, que entrou para o Google em novembro passado, disse que não esperava que o acordo enfrentasse o investigação antitruste porque a empresa está comprando software, não dados, e está comprometida em permitir que o software se conecte à Amazon.com e a outros serviços em nuvem concorrentes.

As companhias disseram que esperam aprovação este ano para o acordo, que é o maior do Google desde a compra da Nest por US$3,2 bilhões em 2014.

Recomendações do editor: