TV Paga registra 17,5 milhões de contratos ativos no país em janeiro de 2019

Os grandes grupos que operam no país contam com a maioria dos contratos, com uma soma de mais de 97%.

Por Tecnologia Pular para comentários
TV Paga registra 17,5 milhões de contratos ativos no país em janeiro de 2019

Dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), revelam que a TV por Assinatura registrou 17,5 milhões de contratos ativos em janeiro de 2019, o número representa uma redução de 0,8% quando comparado a dezembro de 2018 e uma diminuição de 3,6% nos últimos 12 meses. 

Levando em consideração os  quatro grandes grupos que prestam o serviço no país, apenas a Oi apresentou crescimento entre janeiro de 2018 e janeiro de 2019, com mais 5,4%.  A NET/Claro, Vivo e SKY tiveram reduções de 5,8%, 2,2% e 1,5%, respectivamente.

TV Paga registra 17,5 milhões de contratos ativos no país em janeiro de 2019.TV Paga registra 17,5 milhões de contratos ativos no país em janeiro de 2019.

Conforme os números de janeiro de 2019, os grandes grupos contam com  97,1% dos contratos de serviço de TV por Assinatura. A NET/Claro detém 48,8%, a SKY 30,2%, Oi com 9,2% e Vivo com 8,9%.

Mesmo que tenha ocorrido uma redução no país, o serviço de TV por Assinatura cresceu em alguns estados do Brasil nos últimos doze meses, como é o caso das Regiões Nordeste e Norte nos últimos. Os três maiores crescimentos foram registrados nos estados do Maranhão, que  registrou aumento de 23,9 mil contratos (+13,5%), Rio Grande do Norte mais 11,8 mil (+5,1%) e Pará mais 11,7 mil (+3,8%).                                                                   

Os números de contratos ativos da TV Paga estão disponíveis no Portal da Anatel.                                                                                                                                                             

Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de Tecnologia