Oficina da Net Logo

Reconhecimento facial detecta identidade falsa em aeroporto

A plataforma conseguiu identificar o rosto de um passageiro que não combinava com a foto presente no passaporte.

Por | @oficinadanet Tecnologia

A tecnologia de reconhecimento facial chegou para colabora na identificação de pessoas, seja para desbloqueio de um celular e até mesmo para encontrar rostos na multidão. Um episódio em especial ocorreu na última quarta-feira (22) no Aeroporto Internacional Washington Duelles, nos Estados Unidos.  Após três dias desde que entrou em funcionamento no local, o sistema de reconhecimento identificou uma identidade falsa de um homem de 26 anos, em que chegava de São Paulo.

De acordo com a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) norte-americana, o caso acabou passando despercebido por autoridades portuárias anteriormente. Somente quando um oficial do Aeroporto de Duelles utilizou o reconhecimento facial para conseguir validar a identidade, a mentira acabou sendo descoberta.

Reconhecimento facial detecta identidade falsa em aeroporto.Reconhecimento facial detecta identidade falsa em aeroporto.

A plataforma conseguiu identificar o rosto de um passageiro que não combinava com a foto presente no passaporte. Em uma segunda averiguação, os agentes perceberam o nervosismo por parte do homem. Após, eles encontraram um documento de identidade dentro do sapato do rapaz.

O homem em questão era do Congo e chegou ao aeroporto com um passaporte francês. A situação é considerada uma violação grave às leis de imigração do país. Por essa razão, o rapaz deverá que responder em um processo criminal e irá ficar detido até a finalização das investigações.

A ideia da implantação do sistema é que o reconhecimento fácil consiga auxiliar no processo de verificação de documentos dos passageiros nos aeroportos dos Estados Unidos. No país, um total de 14 aeroportos já usam o método. Futuramente, a intenção é que as pessoas não tenham mais que usar o cartão para o embarque.

Tóquio também deverá adotar em breve essa tecnologia, tudo para garantir uma maior segurança aos cidadãos nos Jogos Olímpicos de 2020. No início deste mês, a cidade revelou um novo sistema avançado com fabricação da empresa NEC.

Comentários
Carregar comentários