Oficina da Net Logo

Engenheiros criam supermadeira mais forte que aço

Segundo os criadores, a supermadeira é 12 vezes mais resistente que a madeira comum.

Por | @marciobohrer Tecnologia

Engenheiros da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, desenvolveram uma supermadeira, que segundo eles, pode ser utilizada como material substituto de aço em construções automobilísticas, por exemplo. Os profissionais conseguiram comprimir a madeira natural de forma que ela fique até 12 vezes mais resistente; mais resistente inclusive que ligas de titânio.

Supermadeira é bem mais fina que a natural e 12 vezes mais resistênteSupermadeira é bem mais fina que a natural e 12 vezes mais resistênte

"É um tipo de madeira que pode ser usado em automóveis, aviões, edifícios e em qualquer aplicação em que se use aço.", disse Liangbing Hu, líder da equipe que desenvolveu a madeira. 

Para chegar ao produto final, os engenheiros promovem um processo químico para extrair da madeira uma molécula chamada Lignina - que dá rigidez e a cor característica marrom. Depois disso, a madeira é submetida a uma compressão quente, na temperatura de 100ºC - que deixa a madeira bem mais fina. Como resultado deste procedimento, as fibras da celulose (que formam a madeira) ficam extremamente próximas umas das outras, acabando completamente com as imperfeições e os possíveis nós. 

A supermadeira, portanto, possui fibras de celulose tão proximas que a tornam extremamente resistente. Os professores exlicam que se a Lignina fosse retirada após a compressão, poderia haver rachaduras e cisalhamento (quebrar) do material. 

Os engenheiros acreditam que a supermadeira poderá ser utilizada na produção de carros, aviões e na constrção civil. 

Leia também:

Testes com projéteis

Para testar a resistência da supermadeira, os pesquisadores da universidade deram tiros com projéteis de aço, muito semelhantes aos de uma urma de fogo comum. Na madeira natural, as balas atravessaram, já na supermadeira, os projéteis ficaram retidos.

Outro detalhe interessante é que não existe um tipo específico de madeira para a utilização da técnica, nos testes, os engenheiros transformaram madeiras de Tília, Carvalho e Álamo, Cedro e Pinheiro em supermadeira.

A supermadeira poderá ser utilizada em carros, aviões e construção civilA supermadeira poderá ser utilizada em carros, aviões e construção civil

Agora, a Universidade busca investidores para comercializar a técnica.

 

COMPARTILHE
Comentários