IBM e Sony inserem 330 TB em cartucho de fita magnética

Fita magnética é voltada para o setor empresarial. Ainda não há previsão de lançamento.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

A IBM e a Sony se uniram para desenvolver um novo sistema de armazenamento de dados que acopla antigos e novos conceitos. No caso, uma fita magnética, bastante parecida com a que se encontrava em cartuchos dos anos 1980 e 1990, porém, com capacidade de armazenamento de até 330 TB.

Fita magnéticaFita magnética

A fita permite o armazenamento de 201 gigabits por polegada quadrada, que pode suportar a fabricação de pequenos cartuchos, do tamanho da palma da mão, com espaço de 330 TB. As fitas magnéticas que ainda estão no mercado contam com espaço máximo de 15 TB.

LeitorLeitor

Outras unidades mais modernas como o SSD Seagate, da Sony, oferecem armazenamento de até 60 TB. Nesta nova fita magnética, porém, o diferencial é que o processo é mais lento, e ainda mais caro, porém, a produção é muito mais densa.

A fita foi desenvolvida pela Sony, já a IBM ficou responsável por sistemas capazes de ler e extrair o conteúdo de tais unidades.

Ainda não há uma previsão de quando os cartuchos com esta tecnologia serão comercializados. Conforme o site Ars Technica, o material é direcionado especialmente para o setor empresarial e também data centers. Deste modo, será bem difícil encontrar o produto no mercado usual.

Os dadosOs dados

Mais sobre: tecnologia, Sony, IBM
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários