Adobe Flash Player chega ao fim em 2020

A Adobe comunicou oficialmente esta semana que vai encerrar o suporte ao Adobe Flash Player em 2020. A Adobe incentiva os criadores a migrarem todo o conteúdo do Flash para HTML5, WebGL e formatos WebAssembly

Por | @fsbeling Tecnologia

A Adobe em seu blog oficial comunicou a todos que vai parar de atualizar e distribuir o Adobe Flash Player até 2020. E que seu objetivo agora é incentivar os criadores de conteúdos a realizarem a migração de qualquer recurso de animação, game ou vídeo que estão atualmente com formato em flash para outros formatos existentes, como por exemplo, HTML5, WebGL e os formatos WebAssembly.

Adobe encerra suporte ao Flash PlayerAdobe encerra suporte ao Flash Player

Finalmente a companhia anunciou na última terça-feira (25) seus planos de encerrar o seu polêmico plugin de mídia para navegadores de internet, o Adobe Flash Player. Em comunicado informou "Em colaboração com vários dos nossos parceiros de tecnologia, incluindo a Apple, Facebook, Google, Microsoft e Mozilla, a Adobe está planejando o fim de vida do Flash. Especificamente, vamos parar de atualizar e distribuir o Flash Player até o final de 2020. A Adobe incentiva os criadores a migrar todo o conteúdo do Flash para HTML5, WebGL e formatos WebAssembly”.

Completou dizendo "Continuamos comprometidos com o suporte ao Flash até 2020, para que clientes e parceiros coloquem em prática seus planos de migração. Adobe vai continuar a apoiar o Flash nos sistemas operacionais e navegadores mais importantes. Continuamos totalmente empenhados em trabalhar com parceiros, incluindo Apple, Facebook, Google, Microsoft e Mozilla para manter a segurança e compatibilidade de conteúdo".

Apple, Facebook, Microsoft e Mozila comentam o fim do Flash em 2020

Apple

Adobe Flash Player chega ao fim em 2020Os produtos de mobilidade com iOS, como iPhone, iPad e iPod touch, não suportam o Adobe Flash Player

A companhia se manifestou dizendo que está trabalhando com seus parceiros da indústria, a Adobe e os desenvolvedores para completar a transição.

Relembrando, a Apple diz que seus usuários têm experimentado a web sem o suporte ao plugin. Salientou também que seus produtos de mobilidade com iOS, como iPhone, iPad e iPod touch, não suportam o Adobe Flash Player.

Embora no macOS a transição do Flash tenha ocorrido já em 2010, sem a pré-instalação do respectivo software.

Atualmente, funciona da seguinte forma, quando os usuários realizam a instalação do Flash no MacBook, padronizamos para que o plugin permaneça desativado. O browser do macOS, o Safari, solicita aprovação em todos os sites para execução do plugin.

Steve Jobs, fundador da Apple, em um documento chamado “Toughts on Flash” que significa em português “Pensamentos sobre o Flash”, ressaltava que questões como código fechado e segurança, tornavam a utilização do plugin nos produtos da companhia um risco para os usuários.

Em sua publicação comentou ainda que assim como “A Symantec destacou que o Flash possui um dos piores recordes de segurança em 2009, nós também sabemos que o Flash é a razão número um para crash nos Macs”.

Facebook 

Adobe Flash Player chega ao fim em 2020Rede social considera a notícia uma evolução contínua da web e dos jogos para desktop

Jakub Pudełek, engenheiro de software da rede social disse "A notícia de hoje marca a evolução contínua da web e dos jogos para desktop, e estamos empenhados em trabalhar com desenvolvedores para preservar suas experiências de jogo no Facebook".

Microsoft

Companhia elogia anúncio com anos de antecedência Para a companhia o HTML5 garante maior desempenho, segurança e vida útil da bateria

Enquanto que o John Hazen, líder da Microsoft para o Microsoft Edge, reassalta “"Estamos ansiosos para continuar a trabalhar com a Adobe e os nossos parceiros da indústria no enriquecimento da web aberta, sem a necessidade de usar plug-ins".

Sendo assim, o navegador do Windows também vai abandonar o Flash. Para a companhia uma vez que o HTML5 estiver implementado nos navegadores modernos, será possível obter recursos com maior desempenho, além de maior segurança e durabilidade da bateria.

A Microsoft vai eliminar o Flash da Internet Explorer e Microsoft Edge. Além disso, a companhia criou um cronograma com fases de "desapego do Flash Player" para os anos de 2018 e 2019.

Mozilla

Adobe Flash Player chega ao fim em 2020Companhia elogia anúncio com anos de antecedência

Para a Mozilla a Adobe está agindo corretamente, uma vez que anunciou com antecedência, o fim do suporte ao Falsh. Com isso, salienta, os anos de que antecedem o fim do suporte, serão cruciais para que os criadores de conteúdos possam se organizar e encontrar outros formatos para suas criações.

Em comunicado informou "Os usuários do Firefox ainda terão a oportunidade de permitir que o Flash funcione em sites específicos que o exigem".

A desenvolvedora do browser promete com o fim do suporte ao Flash, um navegador muito mais rápido e leve. "A partir do próximo mês, internautas poderão escolher quais sites serão capazes de rodar o plugin do Flash no seu computador. O Flash será desativado por padrão para a maioria dos usuários em 2019, e somente os usuários executando a versão Firefox Extended Support Release (ESR) serão capazes de continuar usando o Flash até o final de 2020", comunicou o engenheiro líder do Mozilla Firefox, Benjamin Smedberg.

Mais sobre: adobe, browsers, internet
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários