Samsung e Xiaomi são as empresas que possuem mais smartphones com problemas

Um dado bastante curioso revela que 52% dos aparelhos analisados contavam ainda com o Android 7.0 Nougat.

Por | @oficinadanet Smartphones

A Samsung e a Xiaomi são grandes fabricantes de smartphones, isso é fato. Porém, além de concorrentes no setor de vendas, elas disputam outra categoria. De acordo com dados revelados pela empresa de segurança Blancco, as companhias ocuparam o topo do ranking em relação aos problemas com os seus smartphones.

Os números em questão são referentes ao primeiro trimestre deste ano e mostram a Samsung em primeiro lugar com 27,4% dos seus aparelhos apresentando algum tipo de problema. A segunda posição é ocupada pela gigante chinesa Xiaomi com 14,2%, a Motorola vem após com 9,6% da fatia.

Samsung e Xiaomi são as empresas que possuem mais smartphones com problemas.Samsung e Xiaomi são as empresas que possuem mais smartphones com problemas.

Leia também:

O relatório da Blancoo ainda diz que a maioria dos smartphones de tais empresas apresentam problemas de desempenho no sistema Android, defeito na câmera, no microfone e no carregamento da bateria. Um dado bastante curioso revela que 52% dos aparelhos analisados contavam ainda com o Android 7.0 Nougat.

No que diz respeito aos aparelhos equipados com o sistema iOS, o que mais apresentou falhas foi o iPhone 6, com índice de 22%. Em segundo lugar aparece o iPhone 6S, com 16%. A maioria dos defeitos aconteceram em função de falhas na tela dos aparelhos.

Outro defeito que costuma ser muito percebido pela empresa foi o controverso corte de desempenho que a Apple implantou, o que causou polêmica no mundo todo. Para completar, os aparelhos também apresentaram erro no Bluetooth e na conectividade Wi-Fi, sendo que 74,3% estavam na versão mais recente do sistema, ou seja, o iOS 11.

A Blancco, através dos resultados, alerta que a maioria das fabricantes analisadas tiveram um desempenho pior se comparado ao ano anterior. Isso tudo porque tem aumentado o número de aparelhos devolvidos para as operadoras e assistências, alguns deles, inclusive, tiveram que ser descartados.

SHARE
+ Notícias
Comentários
 
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail