Oficina da Net Logo

Uso de smartphones pode estar deixando adolescentes depressivos

Um estudo publicado pela Universidade Stony Brook, nos Estados Unidos, mostrou que tais aparelhos podem também causar depressão entre os adolescentes.

Por | @oficinadanet Smartphones

Atualmente, o uso de smartphones é praticamente uma unanimidade. Porém, algumas pessoas acabam perdendo a noção da sua utilização e passam muito tempo em seus aparelhos. Por conta disso, alguns usuários já podem ser considerados dependes.

Vale mencionar que a chegada dos smartphones modificou a vida dos mais jovens, principalmente no que diz respeito as suas interações sociais. Cada vez mais com seus smartphones, os adolescentes estão se isolando e mantendo contatos através dos dispositivos e assim deixando de lado as saídas e até encontros com amigos. A alternativa, segundo os especialistas, é um facilitador para doenças mentais.

Jovens cada vez mais dependentes de smartphonesJovens cada vez mais dependentes de smartphones

Uma pesquisa revelou, inclusive, que as meninas apresentam uma maior probabilidade a desenvolver "vício" em smartphones. Para completar, um estudo publicado pela Universidade Stony Brook, nos Estados Unidos, mostrou que tais aparelhos podem também causar depressão entre os adolescentes.

Para o estudo foram ouvidas cerca de três mil jovens com idade de 15 anos entre os anos de 2014 e 2017 para descobrir o quanto tempo que eles gastam vendo TV, jogando videogame e ainda no smartphones. Em seguida, os pesquisadores perguntaram se esses mesmos jovens haviam apresentado algum sintoma de depressão.

O levantamento mostrou que os jovens que passam mais tempo em frente as telas de qualquer dispositivo estão mais propensos a desenvolver depressão. Para completar, esses mesmos adolescentes apresentam ainda sintomas de insônia e isolamento social. Isso tudo porque o uso de smartphones antes de dormir acaba desregulando o relógio biológico e impede um sono restaurador. O fato acaba desencadeando um possível quadro de depressão.

Estudos semelhantes não foram feitos com adultos, de qualquer forma, o fato já criou um alerta para que as empresas de tecnologia busquem meios de diminuir a dependência dos usuários em relação aos seus smartphones.

MAIS SOBRE: #smartphones  #saúde  #jovens  #tecnologia
Comentários
Carregar comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net