Oficina da Net Logo

Celulares piratas serão bloqueados amanhã no DF e GO

Primeiros bloqueios ocorrem no DF e GO, em um período de avaliações e ajustes no sistema, após a medida será tomada nos demais estados.

Por | @fsbeling Smartphones

O sistema da Anatel que realiza o bloqueio de aparelhos piratas, vai ser utilizado no Distrito Federal e em Goiás a partir da próxima quarta-feira (09). Nesta terça-feira (08), os usuários destes aparelhos serão alertados da situação por intermédio da seguinte mensagem (SMS): “Operadora avisa: Este celular IMEI XXXXXXXXXXXXXXX é irregular e deixará de funcionar nas redes celulares”.

O processo teve início no dia 22 de fevereiro, e os aparelhos irregulares que foram habilitados após está data nas localidades passaram a receber um SMS com o aviso de bloqueio em até 75 dias. Com isso, o prazo final é amanhã.

Smartphones que foram habilitados antes do dia 22 de fevereiro, a princípio não serão afetados, com ressalva aos casos em que houve alteração de linha, posterior a data.

Agora, se você possui smartphones de fabricantes como Xiaomi, HTC, Huawei, entre outras companhias que não atuam em solo brasileiro, pode ficar tranquilo, isso porque a Anatel reconhece a certificação destes aparelhos pelas entidades reguladoras dos outros países.

Todos os celulares que não possuem IMEI registrado no banco de dados da GSMA, Associação Global de Operadoras, são considerados irregulares.

Aparelhos irregulares serão bloqueados pela AnatelAparelhos irregulares serão bloqueados pela Anatel

 

Leia também:

Esta atuação da Anatel é a primeira fase de um processo que chegará a outros estados brasileiros, as regiões do Acre, Rondônia, São Paulo, Tocantins, região Sul e demais estados da região Centro-Oeste receberão notificações a partir do dia 23 de setembro de 2018 e os bloqueios devem ocorrer a partir do dia 8 de dezembro de 2018. As regiões do Nordeste e demais estados do Norte e Sudeste, serão notificados a partir do dia 7 de janeiro de 2019 e os bloqueios estão previstos a partir do dia 24 de março de 2019.

A Anatel estima que aproximadamente um milhão de novos aparelhos irregulares entrem nas redes de operadoras brasileiras a cada mês. “Aparelhos irregulares podem ser perigosos para a saúde do usuário por apresentarem grande quantidade de chumbo e cádmio, não possuírem garantias em relação a limites de radiações eletromagnéticas e utilizarem materiais de baixa qualidade”, declarou a Anatel.

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários