Jovem morre após explosão de aparelho antigo da Nokia

Novo caso de celular que explode deixa uma jovem morta na Índia.

Por Smartphones Pular para comentários

Uma Oram, de 19 anos, de acordo com informações do jornal Metro, morreu em consequência da explosão de um Nokia 5233. A tragédia aconteceu em Kheriakani, na Índia.

A explosão teria acontecido após a jovem colocar o aparelho para carregar na tomada. Uma chegou a ser socorrida e levada ao hospital com ferimentos nas mãos, pernas e nos seios. Infelizmente ela não resistiu e acabou falecendo.

Jovem morre após explosão de aparelho antigo da Nokia.Jovem morre após explosão de aparelho antigo da Nokia.

A HMD Global, atual fabricante de aparelhos da Nokia, em resposta ao site BGR, lamentou o fato:

"Estamos profundamente entristecidos em ouvir do infeliz incidente envolvendo uma menina de 19 anos de idade que foi relatado. O dispositivo móvel em questão não foi fabricado ou vendido pela HMD Global, a nova casa dos celulares Nokia, estabelecida em Dezembro de 2016 para criar uma nova gama de aparelhos. Como a HMD Global, nós estamos comprometidos em produzir aparelhos que entregam uma experiência de usuário e alcançam altas expectativas do consumidor".

Infelizmente, este não é o primeiro caso de celular que explode e fere seus usuários. Já relatamos vários episódios desastrosos. Este, infelizmente, acabou causando uma morte.

Que este e os demais acontecimentos sirvam de alerta para fazer o bom uso dos nossos aparelhos. É indicado que eles sejam carregadores apenas com carregadores autênticos. Além disso, caso o usuário detecte algum aquecimento anormal do aparelho, é melhor averiguar o que está acontecendo antes de continuar usando o aparelho.

Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(27,54%)
Câmera(10,84%)
Performance(57,00%)
Aparência(2,28%)
Tela(2,35%)