Tendência para 2018 deve sumir com sensor de digitais dos Smartphones

Vivo deve ser a primeira fabricante a adotar esta nova tecnologia em seus aparelhos.

Por | @viniischulz Smartphones

Calma lá, não tire conclusões precipitadas, os sensores de digitais não vão ser removidos dos aparelhos, eles apenas vão se tornar mais discretos, ou até deixar de serem visíveis.

Como a tendência de 2017 foi smartphones com “telas infinitas”, os sensores perderam seu espaço, como podemos ver no iPhone X e na linha Galaxy S8, no smartphone da maçã, ele se tornou inexistente, passando para o recurso de FaceID, já no Galaxy, a Samsung preferiu manter o sensor, mas o transferiu para a parte traseira do aparelho.

iPhone X e Galaxy S8, aparelhos que foram especulados com a característica de leitor biométrico na tela.iPhone X e Galaxy S8, aparelhos que foram especulados com a característica de leitor biométrico na tela.

Pensando nisso e seguindo as evoluções, a Synaptics, empresa que trabalha em soluções de interface por toque, revelou que tem obtido resultados extremamente positivos no desenvolvimento de um sensor de digitais que é integrado ao vidro da tela. A tecnologia foi batizada de Clear ID.

Além desta revelação, durante o anúncio a Synaptics afirmou que já tem seu primeiro cliente e que em janeiro fará as primeiras demonstrações. Por outro lado a empresa não confirmou que é o cliente que usará a nova tecnologia desenvolvida, porém deixou claro que é uma das cinco maiores fabricantes de smartphones do mercado.

A lista das maiores fabricantes, segundo a IDC, que faz consultoria de mercado tem Samsung, Apple, Huawei, Oppo e Vivo. Apesar da Samsung já ter trabalhado em conjunto com a Synaptics para o desenvolvimento do sensor invisível, a parceria parece não ter ido para frente.

Leia também:

Segundo informações da Forbes, o cliente misterioso da Synaptics é a empresa Vivo, por tanto, o primeiro smartphone a ser fabricado com esta tecnologia será um flagship da marca, informações quanto ao lançamento do aparelho ainda não foram divulgadas, mas imagina-se que logo nos primeiros meses do ano algo já surja no mercado.

Como os sensores invisíveis certamente serão uma tendência, para 2018 podemos esperar diversos aparelhos com este recurso, não só da marca Vivo, e também não só em flagships, abrandamento também aparelhos intermediários.

De acordo com o anúncio feito pela Synaptics, o “Clear ID é mais rápido do que alternativas biométricas como o 3D facial” e a tecnologia funciona com até mesmo caso o usuário esteja com os dedos “molhados, secos e gelados”, sendo possível realizar a autenticação ao posicionar o dedo em qualquer ângulo.

Modelo que pode ser adotado por grande parte das fabricantes.Modelo que pode ser adotado por grande parte das fabricantes.

No comunicado o vice-presidente sênior e também gerente da divisão mobile da Syntaptics, Kevin Barber afirma: “Consumidores preferem autenticação por digital na frente do telefone e com a indústria rapidamente mudando para telas infinitas sem bordas e OLED, o substituto natural para o sensor de digitais é o próprio display”. A empresa também prometeu realizar demonstrações da tecnologia na feira CES, em Las Vegas, que acontece no mês de Janeiro de 2018.

Mais sobre: topsmartphones smartphones faceid
Share Tweet
Recomendado
Siga no instagram
Comentários

Siga nossas contas no Instagram

@oficinadanetoficial

@nmuller99