REVIEW: Acer Predator Helios 300

Testamos o notebook gamer da Acer que está acima da linha Nitro, em performance e preço. Saiba se ainda vale a pena investir hoje, em um notebook de 2018 que teve pouquíssima variação em seu preço desde o lançamento. 

Por Reviews 14 comentários

O Oficina da Net pretende trazer mais notebooks para reviews aqui, tentando de alguma forma ajudar você leitor a escolher uma nova máquina, seja para trabalho ou lazer, ou até mesmo para você entusiasta que gosta de ler sobre tecnologia e os produtos mais inovadores do segmento.

Depois de analisarmos um ultrabook para trabalho, o Zenbook 14, chegou aqui na redação o Acer Predator Helios 300, um notebook gamer. Será que ele é capaz de bater de frente com pcs e entregar desempenho suficiente para jogar em qualquer lugar?

Design e construção

Se você busca por design sóbrio, esqueça! Estamos falando de um notebook gamer que traz linhas arrojadas, anguladas em uma combinação de corpo em metal e plástico preto com detalhes em vermelho, além do logo "PREDATOR" que já avisa pra quem olha, "sou gamer!"

Seus cantos são arredondados, a tela de 15,6 polegdas tem bordas grandes, webcam na parte superior e existe a presença de adesivos para todos os lados, porque todas as fabricantes cismam de colocar adesivos em todos os cantos dos notebooks que fabricam?

Cantos arredondados, design gamer chamativo, metal escovado com detalhes em vermelho

Teclado e Touchpad

O teclado é completo, no padrão ABNT2 (com ç), assim como todos os notebooks com telas de 15,6 polegadas, existe na lateral direita o teclado numérico separado.

Teclado retroiluminado em vermelho e touchpad grande com suporte a toques múltiplosAs teclas do tipo chiclete são retroiluminadas na cor vermelha, com destaque para as teclas AWSD, tem toque macio e preciso, a distância entre elas é adequada, a Acer aproveitou bem o espaço do corpo do notebook para distribuição do teclado e também de seu touchpad.

O touchpad é grande, possui bordas com acabamento também em vermelho, os comandos são precisos e aceita gestos de pinça e outros.

Conectividade

Falando em conexão, podería dizer que o Helios 300 traz um número de portas regular, existe um ponto a se considerar aqui.

Quando o usuário compra um notebook gamer, dificilmente usará o touchpad para controle durante os jogos, então uma porta de conexão USB já é usada para o mouse, existem aqueles que também acrescentam um teclado, lá se vão duas portas USB.

Portas disponíveis, poderíamos ter mais portas, pelo menos mais duas.E o Acer Predator Helios 300 traz 3 portas USB, 2 USB 2.0 e 1 USB 3.0. Então sobraria a porta USB 3.0 para conectar um Pendrive ou HD externo.

Além disso traz uma porta USB 3.1 Tipo C, que permite conectar dispositivos que demandam maior taxa de transferência de dados.

Completando o conjunto de portas, existe saída HDMI para conexão de monitor externo, entrada para fone de ouvido em porta P3 (fone e microfone, assim como nos smartphones), conexão para cabo de rede RJ45 e leitor de cartão SD.

Áudio e multimídia

O áudio do Acer Predator Helios 300 não decepciona, mas fica embaixo do notebook, ao contrário do que muitos pensam ao ver a parte frontal do notebook que tem acabamento com ranhuras que poderiam ser aproveitadas para a saída de som, mas infelizmente não são.

O design frontal pode ser mal interpretado, o som sai por baixo do notebook e não pela parte da frentePor estarem na parte de baixo a impressão que se tem é que o som está abafado e, para ter certeza disso, basta levantar a parte da frente 1cm pra ter certeza que a saída de som está mal posicionada, visto que a percepção do som aumenta em até 2dB.

Mas essa questão não deprecia a qualidade sonora, é com os fones de ouvido ou headsets que a experiência torna-se interessante. O áudio é muito alto, bem balanceado e com ótimos graves. A dica aqui é, ative o modo DTS Sound Unbound e você terá a melhor experiência possível.

A webcam assim como em todos os notebooks que já passaram por mim é regular. Confesso que às vezes deixo até de citar, tamanha a frustração. Seria interessante os fabricantes de notebooks gamers pensarem, "o cara quer jogar, atualmente quem joga faz streaming, então vamos colocar uma webcam ótima para o usuário não precisar gastar com acessórios", acessório esse que mataria mais uma porta USB do notebook. #FICAADICA

Tela

O painel é IPS LCD com resolução FullHD (1920x1080 pixels), anti-reflexiva com 60Hz, possui uma fidelidade de cor satisfatória, com níveis de branco e preto muito bons, com contraste bem calibrado, embora a Acer não indique nenhuma certificação adicional, a experiência é muito boa no geral.

A tela é anti reflexiva, tem ótimo campo de visão mas as bordas incomodam
Não posso falar o mesmo de suas bordas, que me incomodaram bastante, a impressão de espaço desperdiçado é presente a cada vez que se olha para a tela.

Performance e Hardware

Provavelmente todos os demais tópicos desta análise ficará em segundo plano. Quem busca um notebook gamer, busca performance. O Acer Predator Helios 300 traz processador Intel Core i7-7700HQ 2.80 GHz a 3.8 GHz, placa de Video dedicada NVIDIA GeForce GTX 1060 de 6GB GDDR5, além de 16GB de memória DDR4.

Falando em memória, cabe um parêntese aqui, o Helios 300 possui acesso fácil aos slots de memória. Dos 2 slots de memória RAM, apenas um deles é ocupado pelo módulo de 16GB, isso quer dizer que você pode ainda incluir mais 16GB de RAM neste notebook, fazendo um belo upgrade. Sabemos que memórias funcionando em Dual Channel trazem mais performance aos computadores, então até a adição de mais 8GB de RAM já melhoraria e muito o uso durante os jogos.

As especificações do Acer Predator Helios 300 não decepcionam

Assim como o acesso aos slots de memória existe também acesso fácil ao HD, aqui temos 2TB de HDD à 5400RPM, atualmente o que posso dizer aqui é que ter muito espaço é ótimo, mas eu ficaria muito mais feliz com um SSD de 480GB, os preços para os SSDs atualmente são bem mais baixos do que há anos atrás, não tem sentido termos ainda a presença de um HDD de 5400RPM em um notebook gamer.

A performance do i7 com 16GB de RAM sempre irá esbarrar na velocidade de leitura do HD presente no Helios 300 e a frustração ainda é maior quando vemos que praticamente todos os modelos do Helios 300 fora do Brasil possuem SSDs e não HDDs.

Basicamente você tem um notebook gamer que roda tudo, mas com acesso mais lento aos aplicativos e jogos e, ainda, na inicialização do sistema.

A placa de vídeo dedicada NVIDIA GeForce GTX 1060 de 6GB GDDR5 entrega uma performance muito boa durante a jogatina. Testamos diversos jogos e em todos os casos, com as configurações no "ultra" ou "very high", tivemos uma média de 65fps. Vale lembrar aqui que o painel IPS FullHD possui 60Hz. Com taxa de frames a 65fps, o resultado é satisfatório.

Software permite fazer ajustes finos no sistema de refrigeração AEROBLADE 3DMas existe um porém, embora a Acer faça uma propaganda positiva sobre seu sistema de refrigeração AeroBlade 3D, em nossos testes de jogos, a parte superior esquerda do teclado, logo abaixo da tela, fica muito quente, chegando a atingir quase 70 graus, essa temperatura não passa para as teclas AWSD, como nos modelos Odyssey da Samsung, mas a temperatura preocupa.

A Acer entrega o Acer Predator Sense, que permite configurar manualmente a velocidade das ventoinhas de refrigeração. Utilizando no automático, geralmente você não ficará incomodado com o ruído gerado pelo sistema, mas ao colocar no máximo você perceberá o conjunto trabalhando no ouvido, pois o ruído aumenta consideravelmente. Veja:

  • Decibelímetro marca média de 42dB para o modo automático
    • CPU e GPU com ventoinhas a 2250 rpm
  • Decibelímetro marca média de 66dB para o modo máximo
    • CPU e GPU com ventoinhas a 5770 rpm

Não vejo como ponto negativo, visto que de forma automática ele também aumenta o ruído geralmente durante os jogos, mas usando o headset você não perceberá o aumento.

PredatorSense permite fazer ajustes no sistema de refrigeração e efetuar pequeno overclock na placa dedicada de vídeoAinda com o Predator Sense é possível ligar o que a Acer chama de "modo Turbo" para a placa gráfica dedicada, embora no software seja mostrada a marca de ganho de até 12%, isso não se refletiu durante os jogos, que mantiveram sua taxa de quadros dentro da média citada de 65fps.

temperatura elevada acima do tecladoJá fiz análise de vários notebooks gamer e parece que isso é um problema que nenhum fabricante consegue resolver de forma adequada. Quando se compra um notebook gamer na faixa de R$4.800 para cima, queremos que sua vida útil não seja pequena. E a temperatura alta pode prejudicar os componentes internos e reduzir a autonomia de bateria a médio e longo prazo.

Autonomia de Bateria

Em nossos testes o Acer Predator Helios 300 foi como o esperado, o notebook não fica fora da tomada por muito tempo. Isso acontece praticamente em todos os notebooks gamer, principalmente pois para ter performance total de sua placa gráfica dedicada ele deve estar ligado a fonte de energia.

Por falar em fonte, ela é enorme e pesada.Veja alguns dados:

  • Tempo de carregamento com notebook ligado (0% a 100%)
    • 2h30m
  • Tempo de descarga navegando e assistindo vídeos
    • 16h55 até 19h55 (aviso de bateria baixa)
    • 19h55 até 20h05 (10min) = 3h10m
  • Tempo de carregamento com notebook desligado
    • 2h20m
  • Tempo de descarga jogando
    • 2h10m

Considerações finais e preço

O Acer Predator Helios 300, é pesado e possui uma construção muito sólida.

Para os gamers definitivamente é uma boa opção, rodou todos os jogos que testamos com uma taxa de frames superior à 65fps, sempre com as configurações no "ultra" ou "very high". Sabemos que a maioria dos pro players utilizam suas configurações sempre setadas para baixo, pois a performance durante o jogo é o que importa. Então aqui ele se sai bem.

Os jogos foram League of Legends, PUBG, CS:GO, GRID 2, FIFA 2018, BF1, Insurgency e Crysis 2 Maximum Edition, esses dois últimos são muito mal otimizados, por isso incluí na lista, geralmente eles tem marcas péssimas e não foi o caso aqui.

Em média com configuração no máximo a média de frames por segundo foi satisfatóriaSua autonomia de bateria está dentro do esperado, afinal como citado anteriormente notebooks gamers são para ser utilizados conectados às suas fontes de energia para melhor performance de hardware.

Sua tela tem um bom brilho e campo de visão, mas possui bordas enormes, trabalhando melhor no design certamente a Acer conseguiria colocar um painel de 17" nesse corpo.

Com seus 16GB de RAM DDR4 os aplicativos rodam liso, mas infelizmente a versão que recebemos possui um HDD de 2TB com apenas 540RPM, isso faz com que o notebook demore para carregar o Windows, aplicativos e jogos. Não entenda mal, ele não é lento na execução das tarefas, mas é lento para o acesso a elas.

As tampas de acesso fácil presentes no Acer Predator Helios 300 contemplam apenas o HDD e a memória, para incluir um SSD M2 ao conjunto, deve-se remover completamente a parte de baixo do notebookUm SSD aqui faria absolutamente toda a diferença, levando o conjunto a outro patamar de performance. E isso pode ser feito através de slot M2 presente, contudo existe um porém, o acesso é difícil e se você se preocupa com garantia, saiba que abrindo o notebook para esse upgrade, você perderá ela.

Você encontra o Acer Predator Helios 300 na data de publicação deste review por R$4.999,00 (menor preço).

Especificações técnicas

Acer Predator Helios 300Ficha técnica - Acer Predator Helios 300
  • Data lançamento: 27/03/2018
  • Preço de lançamento: R$ 7.000,00
  • Processador: Intel Core i7-7700HQ
  • Placa de vídeo: Nvidia Geforce GTX 1060 6GB GDDR5
  • Tela: 15 Polegadas FULLHD (IPS)
  • Memória RAM: 16 GB DDR4
  • Armazenamento: 2TB 5400 RPM
  • Rede Wifi: 802.11 ac/a/b/g/n
  • Rede: 10/100/1000 Mbps
  • Bluetooth: 4.1
  • Peso: 2700g

Veredicto

NOTA

7.5

Acer Predator Helios 300

Pontos Fortes

  • Tela IPS FullHD fosca
  • Slot M2 para expansão
  • Teclado Retroiluminado

Pontos negativos

  • Webcam Regular
  • HD com 5.400rpm
  • Autonomia de Bateria

No geral, é difícil reclamar do Acer Predator Helios 300. Claro, a bateria poderia dar mais autonomia ao notebook, mas também seria mais pesada e maior.

Seu processador e placa de vídeo são muito bons pelo preço, fica realmente faltando aqui a substituição do armazenamento do HD atual para um SSD mais veloz. É possível manter o HD e incluir um SSD M2, mas isso demanda abrir o notebook, o slot não possui acesso fácil assim como a memória e o HDD.

Compartilhe com seus amigos:
Bernardo Silva
Bernardo Silva Louco por tecnologia, amo velocidade e sou apaixonado por comida.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @androidplaceblog // TWITTER: @bgssilva
Quer conversar com o(a) Bernardo, comente:
Carregar comentários