Restos de satélite ameaçam Estação Espacial

Os restos de um satélite de espionagem militar russo que estão abandonados podem causar transtornos para a Estação Espacial Internacional, na qual poderá ter que manobrar para fugir dos destroços.

Por | @oficinadanet Pular para comentários

Os restos de um satélite de espionagem militar russo que estão abandonados podem causar transtornos para a Estação Espacial Internacional, na qual poderá ter que manobrar para fugir dos destroços.

De acordo com um porta-voz do Centro de Controle de Voos Espaciais Russo, veiculado no El Mundo,  "Dois destroços do aparelho espacial Kosmos-2251 podem ameaçar a segurança da estação. Para evitar o lixo espacial pode ser necessário manobrar a Estação Espacial Internacional", explica.

Assim, se realmente for necessário, a plataforma terá que corrigir a órbita ainda hoje, com a colaboração do cargueiro europeu ATV. Em janeiro, a espação precisou mudar a sua órbita para não colidir com um fragmento do satélite norte-americano Iridium-33. Este mesmo satélite colidiu com o Kosmos, na qual agora está espalhando os seus destroços.

De acordo com os cientistas, mais de 700.000 fragmentos de lixo estão circulando no espaço. A Agência Espacial pretende catalogar os destroços para verificar a sua órbita afim de evitar colisões espaciais.

 

Comentários
Carregar comentários
Destaques
    Assista ao nosso último vídeo:
    Inscreva-se no canal