Facebook terá que pagar US$ 500 milhões por direitos autorais do Oculus Rift

A ZeniMax, no processo, solicitava o valor de US$ 4 bilhões, alegando que a fabricante de dispositivos de realidade virtual havia roubado informações de marketing da empresa.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

Dono da Oculus, o Facebook foi condenado a pagar US$ 500 milhões em um processo em que é acusado de roubar parte da tecnologia da empresa ZeniMax. A decisão veio de um tribunal no Texas, na quarta-feira e ainda cabe recurso.

A ZeniMax, no processo, solicitava o valor de US$ 4 bilhões, alegando que a fabricante de dispositivos de realidade virtual havia roubado informações de marketing da empresa e havia ainda se apropriado de material protegido por direitos autorais. De acordo com o júri, a empresa que pertence ao Facebook não roubou segredos comerciais, mas sim, foi condenada por infringir regras de copywright dos Estados Unidos e também divulgar termos confidenciais de acordos entre elas.

Facebook terá que pagar US$ 500 milhões por direitos autorais do Oculus Rift
            ZeniMax diz que está estudando modo de receber tudo a que acredita ter direito. Ação inicial soliciatva 4 bilhões de dólares.                                   

Leia também:

Os representantes da Oculus disseram à rede de TV NBC que irão recorrer da decisão. Através de comunicado enviado ao site Polygon, a Oculus disse que está otimista em relação ao processo, ainda diz que a ZeniMax só quer se aproveitar do sucesso da companhia.

A ZeniMax, por sua vez, comemorou a decisão, porém, mesmo assim a empresa não deixa de lamentar o fato de “o Oculus foi feito com nossa tecnologia”. Ela ainda está avaliando um modo de voltar a justiça e exigir novamente o que é dela por direito.

No final de 2016, o Facebook divulgou novos aparelhos e acessórios para a sua divisão do Oculus VR, em um esforço para conseguir integrar a realidade virtual com a rede social.

Mais sobre: oculus, facebook, tecnologia
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários