Oficina da Net Logo

Cerca de 2,7 milhões de Galaxy Note 7 foram entregues para a Samsung

A taxa de devolução é superior a 90% em mercados como os Estados Unidos e a Europa, porém, a empresa está tendo dificuldades de devolução na Coreia do Sul.

Por | @oficinadanet Smartphones Pular para comentários

Como já sabemos, a Samsung precisou interromper as vendas e também produção do seu Galaxy Note 7 após uma série de relatos de problemas com o aparelho. Após quase três meses do programa de recolhimento do Galaxy Note 7, já foram enviados para a companhia cerca de 2,7 milhões de unidades.

O número, claro, é bastante positivo, porém, ainda há cerca de 300 mil unidades espalhadas pelo mundo, de um total de 3,06 milhões de cópias que foram envidas às lojas de vários países.

Mesmo com uma grande campanha de devolução do Galaxy Note 7, muitos compradores preferiram continuar com o smartphone explosivo. Vale notar que ele já causou ferimentos em várias pessoas, incluindo crianças.
Mesmo com uma grande campanha de devolução do Galaxy Note 7, muitos compradores preferiram continuar com o smartphone explosivo. Vale notar que ele já causou ferimentos em várias pessoas, incluindo crianças.

Leia também: Leia em destaque: Os melhores smartphones de 2018.

A taxa de devolução é superior a 90% em mercados como os Estados Unidos e a Europa, porém, a empresa está tendo dificuldades de devolução na Coreia do Sul, onde a taxa fica em apenas 80%, mesmo após as várias atitudes tomadas pela companhia para intensificar e incentivar os consumidores.

A Samsung, ao longo do tempo, vem oferecendo descontos nas compras de aparelhos como o Galaxy S7 para incentivar a devolução do smartphone explosivo. Para completar, ela liberou um update de software que restringe a capacidade de recarga do aparelho. A ideia é forçar a devolução do produto.

MAIS SOBRE: #samsung  #galaxy  #note  #rafaelapozzebon
Comentários
Carregar comentários