Oficina da Net Logo

Samsung revela prejuízo de R$ 9,8 bilhões com seu Galaxy Note 7

O impacto será percebido entre o quarto trimestre de 2016 e o primeiro trimestre de 2017.

Por | @oficinadanet Smartphones Pular para comentários

Como bem sabemos, a Samsung encerrou de vez a produção e também vendas do seu Galaxy Note 7, tudo isso em razão dos problemas que ele vinha causando, ou seja, muitos aparelhos acabaram explodindo.

Sem volta! Após dar fim a produção e venda de seu Galaxy Note 7, Samsung estima prejupizo de US$ 9,8 bilhões.
Sem volta! Após dar fim a produção e venda de seu Galaxy Note 7, Samsung estima prejuízo de R$ 9,8 bilhões.

Leia também:

Leia em destaque: Os melhores smartphones de 2018.

O prejuízo para a fabricante é inevitável, e agora a Samsung revelou o tamanho do estrago financeiro provocado pelo aparelho explosivo. De acordo com a companhia, a decisão irá custar cerca de 3,5 trilhões de won (o equivalente a R$ 9,8 bilhões) em lucro operacional.

Imagem de um Galaxy Note 7 após explodir. Samsung determinou recall dos produtos.
Imagem de um Galaxy Note 7 após explodir. Samsung determinou recall dos produtos.

O impacto será percebido entre o quarto trimestre de 2016 e o primeiro trimestre de 2017. Porém, a maior parte das perdas (2 trilhões de won) será sentida ainda no fim deste ano. O restante deverá ser percebido no começo do ano que vem.

“A companhia está divulgando estas estimativas para informar ao mercado sobre o impacto da descontinuação do Galaxy Note 7”, diz a Samsung, através de nota. A Samsung disse ainda que “planeja normalizar seu negócio móvel expandindo as vendas de tops de linha como o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge.”

“Além disso, a companhia vai focar na melhoria da segurança de produtos pra os consumidores através de mudanças significativas no processo de garantia de qualidade”, diz ainda o comunicado.

Você tem Telegram? Então inscreva-se grátis aqui no canal do Oficina da Net e recebe todas as notícias pelo mensageiro.

MAIS SOBRE: #samsung  #galaxynote7  #bateria  #rafaelapozzebon
Comentários
Carregar comentários