Google pretende usar energia renovável em todos os Data Centers no próximo ano

O Google resolveu que, a partir de 2017, irá converter todas as fontes de energia que alimentam os seus grandes servidores espalhados pelo mundo em energia totalmente renovável.

Por | @oficinadanet Tecnologia

As empresas de tecnologia costumam ser grandes consumidoras de energia. Em 2015, por exemplo, o Google consumiu o equivalente ao que alimentou toda a cidade de San Francisco, na Califórnia. Assim, após perceber que os números podiam estar realmente altos, a empresa achou que o caminho mais sensato seria a sustentabilidade.

Por conta disso, o Google resolveu que, a partir de 2017, irá converter todas as fontes de energia que alimentam os seus grandes servidores espalhados pelo mundo em energia totalmente renovável.

Google pretende usar energia renovável em todos os Data Centers no próximo ano

Leia também:

O fato não significa que o Google irá usar apenas energia de fontes sustentáveis em todas as suas operações. A companhia irá continuar recebendo energia de uma companhia elétrica, porém, a energia gerada através de fontes solares e eólicas será ligada à rede elétrica, com isso fará que o Google consuma menos combustíveis fósseis.

"Somos o maior comprador corporativo de energia renovável do mundo", disse Joe Kava, vice-presidente sênior de infraestrutura técnica do Google. "É bom para a economia, bom para os negócios e bom para os nossos acionistas". 

Os valores da energia eólica não costumam variar muito, o que permite um melhor planejamento por parte do Google. Além disso, quanto mais a empresa comprar energia renovável, mais baratas as fontes e tornam com o tempo.

De acordo com o Google, nos últimos seis anos o preço da energia eólica caiu 60%. No mesmo período, a energia solar ficou 80% mais barata. Por isso, segundo Urs Hölzle, o vice-presidente de infraestrutura técnica da empresa, "energias renováveis estão se tornando a opção de menor custo cada vez mais rapidamente". 

A companhia pretende trabalhar com parques eólicos e células solares que estimulem o desenvolvimento na indústria. Assim, seguindo a lógica de que a energia renovável se torna mais barata ao longo do tempo, os planos do Google serão positivos tanto para a empresa quanto para o meio ambiente.

Mais sobre: google energiaverde tecnologia
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo