Principais invenções de Nikola Tesla

Nikola Tesla foi um grande gênio e suas invenções são as responsáveis por muitas das tecnologias que nos cercam nos dias de hoje.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Ele foi físico, matemático, engenheiro elétrico e mecânico.  Considerado gênio por muitos, louco por outros, Nikola Tesla foi o responsável por muitas das tecnologias que fazem parte do nosso dia a dia. Muitas delas se quer foram creditadas em seu nome e é por isso, entre outros motivos, que há quem diga que ele é o gênio mais injustiçado da história.

Principais invenções de Nikola Tesla
Nikola Tesla foi físico, matemático, engenheiro elétrico e mecânico (Imagem: Reprodução/Internet)

Ainda assim, Tesla tem registrado em seu nome mais de 300 patentes em quase 30 países, sendo duas delas aqui no Brasil. A gente sabe que as invenções deste gênio foram muitas e neste post reunimos as principais delas. Confira.

A Bobina Tesla

A bobina de Tesla, inventada em 1981, é uma máquina que produz raios. Além disso, ela é capaz de enviar correntes elétricas através do corpo e criar ventos de elétrons. Conforme o site TopTenz, Tesla desenvolveu esta bobina, pois estava obcecado pela alimentação de cidades com energia sem fio. Hoje, a bobina de Tesla é utilizada principalmente para entretenimento e pode ser vista em centros e museus de ciência. Ela foi muito importante para ajudar engenheiros a compreender a natureza da eletricidade e a como usá-la.

Principais invenções de Nikola Tesla
Bobina de Tesla produz raios (Imagem: Reprodução/ Internet)

Transmissor de ampliação

Nikola Tesla tornou-se obcecado com a transferência de energia elétrica sem fios. Ele acreditou que seria possível transmitir a eletricidade pelo ar em grandes altitudes. Então, construiu a maior e mais poderosa bobina de Tesla, que chamou de transmissor de ampliação. A invenção possuía três bobinas e 52 pés de diâmetro. Com a engenhoca, Tesla conseguiu gerar milhões de volts de eletricidade e disparou raios de 130 pés de comprimento – o maior raio já produzido pelo homem na época.

O projeto não deu muito certo naquele tempo, mas serviu de base para a Wardenclyffe Tower de Tesla. A torre, construída perto de Nova York, não chegou a funcionar. Com ela, Tesla pretendia conceder energia elétrica wireless grátis para todo o planeta. A torre e os prédios já estavam prontos, mas, o financiador do projeto, J.P. Morgan, um dos mais famosos financistas dos EUA, decidiu encerrar a iniciativa quando percebeu que não teria como regular essa energia e cobrar por ela, ou seja, não teria lucro algum com o projeto.

Físicos, cientistas e engenheiros elétricos da atualidade dizem que a ideia de Tesla, de transmitir energia pelo ar por meio da torre, para todo o planeta, seria impossível. Isto porque por não fazer cálculos no papel, Tesla teria deixado passar um detalhe importante: ao passar para o ar, a energia se esvaneceria de forma muito rápida.

Ainda assim vale notar o caráter humanitário de Tesla, que desejava levar eletricidade para toda a população de forma gratuita, sem querer nem um centavo por sua criação.

Principais invenções de Nikola Tesla
Transmissor de ampliação criado por Tesla (Imagem: Reprodução/Internet)

Turbina Tesla

Para competir com o motor de pistão em automóveis, que surgiu no início do século XX, Tesla desenvolveu sua própria turbina. Ela não tinha lâminas e utilizava discos lisos que giravam em uma câmara e trabalhavam enquanto o combustível era queimado, antes de entrar na câmara principal que continha os discos.

A combustão fazia os discos girar e era isto que fazia o motor trabalhar. Em 1909, quando Tesla testou o motor, ele obteve uma eficiência de combustível de 60%. Um resultado impressionante, se levarmos em consideração que atualmente só temos taxas de conversão em energia de 42%. Infelizmente a indústria viu mais vantagem no motor de pistão, devido a venda de combustível, sendo este modelo adotado até hoje.

Principais invenções de Nikola Tesla
Turbina de Tesla criada para competir com o motor de pistão Imagem: Reprodução/Internet)

Radiografia

A descoberta do Raio-X é atribuída ao cientista alemão Wilhelm Conrad Röntgen, que em 1895 descobriu uma misteriosa energia que ele chamou de Raio -X. Ao colocar uma película fotográfica entre a sua mão e uma tela de chumbo, ele criou uma imagem dos ossos da mão nesta película. Röntgen foi a público com a sua descoberta e a foto de sua mão tornou-se famosa.

Porém, existem evidências de que Tesla saberia algo sobre Raios-X antes mesmo de Röntgen ter publicado sua pesquisa. A pesquisa de Tesla teria sido interrompida quando seu laboratório incendiou misteriosamente em 1895, pouco antes de Röntgen descobrir a tecnologia. Ao publicar as suas descobertas, Röntgen ajudou Tesla a criar o seu próprio Raio-X, utilizando um tubo de vácuo, que produzia imagens que ele chamou de radiografias.  Desta forma, Tesla é considerado a primeira pessoa na América a criar uma imagem Raio-X, tendo produzido a radiografia de um pé. As radiografias tiveram um papel muito importante no desenvolvimento das máquinas de Raio-X, que nunca conseguiram produzir imagens tão claras quanto as de Tesla.

Principais invenções de Nikola Tesla
Nikola Tesla produziu a primeira imagem de raio-x (Imagem: Reprodução/Internet)

Rádio

Assim como acontece com o raio-X, Tesla teve importante participação na criação do rádio, contudo, quem leva a fama é outra pessoa. Neste caso, o italiano Guglielmo Marconi. A história é a seguinte: Em 1895 Tesla se preparava para fazer uma transmissão de rádio a uma distância de 80 quilômetros, porém, antes que ele conseguisse a façanha (para a época), seu laboratório foi destruído em um incêndio (o mesmo já citado anteriormente).  Enquanto isso, na Inglaterra, o italiano Guglielmo Marconi trabalhava na telegrafia sem fios. Em 1986 foi lhe atribuída uma patente por sua invenção. Seu sistema era diferente do que o que Tesla havia desenvolvido. Ele utilizava apenas dois circuitos, porém, era incapaz de transmitir a longas distâncias. A invenção de Tesla utiliza múltiplos circuitos, o que a fazia muito mais forte.

Em 1897 Tesla fez o pedido de uma patente. Ela lhe foi atribuída em 1900. Quando Marconi tentou a sua patente em 1900, teve a mesma recusada por ser muito semelhante à de Tesla. Porém, Marconi criou a sua própria companhia, com poderosos apoiadores, entre eles, Thomas Edison e Andrew Carnegie.

Em 1901, utilizando 17 patentes de Tesla,  Marconi conseguiu realizar a primeira transmissão transatlântica da história. Em 1904, sem qualquer explicação plausível, o escritório de patentes reverteu a sua decisão e validou a patente de Marconi, tornando-o o inventor do rádio. Quando Marconi ganhou o prêmio Nobel, em 1911 e 1915, Tesla processou a empresa do italiano. O caso se arrastou até 1943, quando o Supremo Tribunal dos Estados Unidos reconheceu Tesla como o verdadeiro inventor do rádio. Teria sido vitorioso para Tesla se a decisão não tivesse saído alguns meses após a sua morte.

Principais invenções de Nikola Tesla
Em 1943 o Supremo Tribunal dos Estados Unidos reconheceu Tesla como inventor do rádio (Imagem: Reprodução/Internet)

Lâmpadas Fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes e de néon não foram descobertas por Tesla, contudo, ele fez diversas contribuições para o avanço de ambas. O inventor, por meio de experimentos com correntes de partículas elétricas e gases, desenvolveu três tipos diferentes de iluminação. Entre elas, Tesla converteu luz negra em luz visível ao utilizar uma substância fosforescente, criada por ele mesmo. Além disso, ele descobriu uma aplicação prática para tal tecnologia, criando lâmpadas e sinais de néon.

Hoje em dia luzes de néon iluminam as maiores cidades do mundo. A inspiração veio de Tesla que na World’s Columbian Exposition,  em sua exposição pessoal, exibia sinais de néon que tinham um desing único e palavras escritas.

Principais invenções de Nikola Tesla
Tesla contribuiu para o desenvolvimento das lâmpadas fluorescentes (Imagem: Reprodução/Internet)

Central de Produção de Energia Elétrica Adams

Se hoje temos energia elétrica em casa, muito devemos à Tesla e a sua invenção e aplicação da corrente alternada. A ideia foi desenvolvida por ele quando fora contratado pela Westinghouse para criar o primeiro sistema hidrelétrico do mundo.

A Comissão de Niagara Falls estava à procura de uma empresa que pudesse construir uma Central Hidroelétrica que pudesse aproveitar todo o potencial das Cataratas. De início eles pensaram em criar uma Central com a Corrente Direta (DC) de Thomas Edison, porém, depois de observar a Corrente Alternada (AC) de Tesla, oferecida pela Westinghouse Eletric, a Comissão optou por assinar contrato com a Westinghouse. A Central foi considerada revolucionária e estabeleceu o padrão para as Centrais Hidroelétricas modernas.

A diferença entre o sistema de corrente contínua defendido por Thomas Edison e a corrente alternada de Tesla, é que pelo sistema de Edison seria necessária uma usina de energia elétrica a cada quilômetro quadrado, enquanto o sistema de Tesla usava cabos menores, alcançava maiores voltagens e podia transmitir energia elétrica a distâncias bem maiores. Para nossa sorte o sistema adotado como padrão foi o de Tesla e graças a ele temos eletricidade em nossas casas.

Principais invenções de Nikola Tesla
Modelo de Testa estabeleceu padrão para as Centrais Hidroelétricas Modernas (Imagem: Reprodução/Internet)

Motor de Indução Elétrica

O motor de indução elétrica que utiliza corrente alternada provocou uma revolução elétrica no mundo. Ele surgiu da mente brilhante de Nikola Tesla. Este tipo de motor é constituído por duas partes – o estator e o rotor. O estator permanece estacionário e utiliza electroimanes para girar o rotor que está no meio.

Os motores de indução elétrica são reconhecidos por serem extremamente duráveis, fáceis e baratos de manter trabalhando. Além de Tesla, quem também trabalhou no motor de indução elétrica na década de 80, foi Galileo Ferrari. Os dois apresentaram seus resultados em 1888, sendo que o inventor italiano Ferrari apresentou seu motor dois meses antes de Tesla. Porém, Tesla registrou suas patentes primeiro. O motor de indução elétrica continua sendo usado em produtos do nosso dia a dia, como em aspiradores de pó, secadores de cabelo e ferramentas elétricas.

Principais invenções de Nikola Tesla
Motor de Indução Elétrica criado por Tesla (Imagem: Reprodução/Internet)

Tele-autómato

Durante a Electrical Exhibition, no Madison Square Garden, em 1898, Tesla apresentou sua nova invenção, a qual chamou de “Tele-autómato”. O invento se tratava de um barco controlado por ondas de rádio. Tesla controlou o barco, operado a bateria, comandando a hélice e as luzes por meio de ondas de rádio.

Com esta invenção, Tesla abriu portas para três áreas diferentes da tecnologia: Os controles remotos, que hoje utilizamos para ligar a televisão, abrir o portão de casa e para ligar o ar-condicionado; a robótica, sendo que o barco foi um dos primeiros robôs, por ser este um objeto mecânico que podia ser operado sem que precisasse ser tocado fisicamente. E por fim, o barco de Tesla, que combinava robótica com a tecnologia de controle por ondas de rádio, pode ser considerado o bisavô dos drones.

Principais invenções de Nikola Tesla
Tele-autómato ajudou a desenvolver três áreas da tecnologia (Imagem: Reprodução/Internet)

Corrente Alternada

As mais importantes invenções de Tesla envolvem suas contribuições para a Corrente Alternada (AC). Tesla não descobriu a AC, porém, foram suas invenções que fizeram a corrente alternada ser aplicável para utilização global.

A corrente alternada tornou-se o sistema de energia dominante que temos até hoje. A história de Tesla com a AC passa também por Thomas Edison e a Corrente Direta (DC). A DC, desenvolvida pela companhia de Edison, é similar a uma bateria, por apenas enviar corrente. O problema deste sistema é que a eletricidade perde força quanto mais distante estiver da fonte. Foi a partir deste problema que Tesla desenvolveu os avanços na AC, que não apenas envia corrente, mas também à traz de volta para a fonte.

Por isso, a corrente alternada é muito mais viável quando precisa-se enviar grandes quantidades de energia por meio de uma grande distância. Edison não concordava com a corrente alternada e acreditava que Tesla estava errado. Foi aí que começou a Guerra das Correntes e a Guerra Elétrica. Para saber mais sobre este assunto, clique aqui e confira este documentário.

Principais invenções de Nikola Tesla
Corrente Alternada foi fundamental para muitas das invenções de Tesla (Imagem: Reprodução/Internet)

Nikola Tesla morreu sozinho e pobre em um quarto de hotel em Nova York, em 7 de janeiro de 1943. Embora tenha feito fortuna e perdido tudo, Tesla deixou um grande legado que vai além de sua conta bancária zerada. Suas invenções foram fundamentais para as tecnologias que temos nos dias de hoje e que nos proporcionam conforto. Mais que isso, Tesla demonstrou ser um humanitário, preocupado com causas sociais e em querer ajudar o mundo a ser um lugar melhor. Sem sombra de dúvidas, Tesla foi um grande homem, um grande gênio.

Fonte: TopTenz

Veja também:

Mais sobre: Nikola Tesla, gênio, tecnologia
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.