Oficina da Net Logo

SindiTelebrasil contesta medição de internet feita pela Netflix

No último ranking divulgado pela empresa de streaming, Brasil figurou entre os 10 países com piores índices de conexão.

Por | @oficinadanet Entretenimento Pular para comentários

No início deste mês a Netflix divulgou o resultado de seu estudo mensal que mede o índice de conexão de internet no horário nobre. No ranking, o Brasil aparece entre os 10 países com a pior velocidade, dentre os 41 analisados.

SindiTelebrasil contesta medição de internet feita pela Netflix
Imagem: Reprodução Internet

Já o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) não aprovou este resultado e contesta a dinâmica da lista. Segundo a entidade, o ranking “não deve ser utilizado para comparação de acessos em banda larga entre países”. E lembra que o ranking da Netflix mede apenas a velocidade média de consumo do conteúdo da própria provedora de filmes e séries. Algo que a própria empresa também deixa claro a cada divulgação do estudo.

Conforme o SindiTelebrasil, os números divulgados pela empresa de streaming entram em conflito com rankings adotados em outros países. Como exemplo, a entidade cita a Coréia do Sul, país conhecido por sua qualidade na internet e que no ranking da plataforma de streaming está mal posicionada, na 19ª posição. Leia em destaque: O que é o Popcorn Time? Saiba como usar o serviço de streaming com VPN.

“A Coreia do Sul, que possui uma das velocidades mais altas de acesso à internet, segundo vários índices respeitados internacionalmente, obteve uma velocidade média de 3,06 Mbps na última medição (feita pela Netflix). No ranking da Netflix, a Coreia do Sul tem a 19ª pior posição entre 41 países”, ressalta o SindiTelebrasil. O Brasil, conforme o estudo, possui um índice de conexão média de 2,57 Mbps.

A Netflix ainda não se posicionou oficialmente referente a contestação.

Veja também:

 

MAIS SOBRE: #Netflix  #internet  #velocidade  #conexão
Comentários
Carregar comentários