Pesquisa aponta aumento de frequência de uso da internet entre crianças e jovens

Triplicou a proporção de brasileiros com idade entre 9 e 17 anos que acessam a internet várias vezes ao dia.

Por Internet Pular para comentários

De acordo com a pesquisa TIC Kids Online, divulgada nesta segunda-feira (10), duas a cada três crianças e adolescentes brasileiros com acesso à internet, acabam se conectando mais de uma vez ao dia na rede. O levantamento foi divulgado pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).

Jovens estão cada vez mais conectados à internet.
Jovens estão cada vez mais conectados à internet.

Com isso, triplicou a proporção de brasileiros com idade entre 9 e 17 anos que acessam a internet várias vezes ao dia. Em 2014, o percentual era de 21%. "O uso da internet por essa faixa etária tem se intensificado", afirmou Maria Eugênia Sozia, pesquisadora do Cetic.br.

O Cetic.br constatou ainda que a fatia de internautas entre crianças e adolescentes também teve aumento, chegando a 80%.

O aparelho predileto entre o público mais jovem é o smartphone, com 83% da preferência. Entre as crianças e adolescentes que se conectam à web, 31% delas dizem que o celular é o único meio de acesso à internet.

A TV é outro eletrônico que ganhou adeptos, com isso, ela passou a ser usada por 9% dos entrevistados para acessar a internet. Os outros aparelhos acabaram perdendo espaço entre as crianças e jovens.

Os computadores de mesa foram os que mais deixaram de fazer parte da vida das crianças e adolescentes. Em 2014, 56% deles afirmaram que utilizavam a máquina, já no ano passado o índice somou 38%. Nesse ano, os usuários que utilizam notebooks caiu para 33%; de tablets para 21% e videogames para 10%.

A pesquisa ainda analisou o que os jovens fazem quando estão conectados. 84% deles disse que utiliza a internet para fazer buscas para trabalhos escolares. Já 78% usa para acessar as redes sociais e 77% os mensageiros instantâneos.

 A pesquisa ouviu pessoas nessa faixa etária entre novembro de 2015 e junho de 2016.

Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(27,96%)
Câmera(10,16%)
Performance(57,40%)
Aparência(2,00%)
Tela(2,47%)