Samsung enfrenta processo e queda nas ações após explosões do Galaxy Note 7

Conforme Daniel Ramirez, autor da ação, o seu Galaxy S7 Edge estava no seu bolso quando pegou fogo.

Por | @oficinadanet Smartphones

A Samsung, como mencionamos em vários posts anteriores, vem enfrentado muitos problemas ao longo dos últimos dias com o seu Galaxy Note 7. Vários aparelhos já explodiram em razão da bateria em diferentes locais do mundo. Por conta disso, a empresa anunciou um recall dos produtos e ainda a suspensão das vendas dos smartphones.

Agora, no entanto, a empresa está sendo processada por um escritório de advocacia pela explosão de um outro aparelhos topo de linha, o Galaxy S7 Edge. De acordo com informações, com a explosão, um usuário acabou tendo queimaduras de terceiro grau. O fato ocorreu em 30 de maio, antes mesmos do Galaxy Note 7 ser anunciado.

Conforme Daniel Ramirez, autor da ação, o seu Galaxy S7 Edge estava no seu bolso quando pegou fogo. No momento ele estava trabalhando em uma obra de uma livraria em Ohio, Estados Unidos. No processo é solicitado que a Samsung tome alguma providência quanto à segurança das baterias do Galaxy S7 Edge.

Samsung enfrenta processo e queda nas ações após explosões do Galaxy Note 7
Galaxy S7 Edge após explosão.

Leia também:

No processo consta que Ramirez tinha o seu S7 Edge na calça o tempo todo, quando começou o seu serviço, o aparelho passou a emitir sons, vibrar e ainda soltar uma estranha fumaça. Quando se deu conta que algo estava errado o usuário pôs a mão no bolso da calça para retirar o aparelho. Foi neste momento que o aparelho explodiu causando queimaduras na mão e ainda na sua perna.

Samsung enfrenta processo e queda nas ações após explosões do Galaxy Note 7
Perna após a explosão.

Ações em queda

Como já era de se esperar, após o anúncio da Samsung para que os usuários parem de usar o Galaxy Note 7, as ações da empresa registraram queda.

Na semana passada a companhia resolveu suspender as venda do aparelho e ainda fazer um recall em razão dos inúmeros incidentes causados pela explosão do aparelho por causa da bateria com defeito.

Empresas aéreas também proibiram os seus passageiros de usarem o aparelho durante os voos.

Mais sobre: galaxynote7 samsung bateria
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar